Mais um vexame na lista de 2013/14


Quando parece que o Fulham não pode ir mais baixo no fundo do poço, eis que aparece o Sheffield United. Em uma das - talvez - piores partidas desta Copa da Inglaterra, Cottagers e Blades empataram por 90 minutos e, no último lance da prorrogação, o time da terceira divisão conseguiu um gol pra eliminar os londrinos da competição: 1 a 0. Com isso, resta apenas a Premier League, onde é lanterna, para os Whites nesta temporada.

Rene Meulensteen usou um time misto. Dos titulares contra o Southampton, três jogadores (Brede Hangeland, Dan Burn e Scott Parker) entraram em campo na fria e chuvosa noite londrina.

Os 90 minutos do jogo foram absurdamente tediosos. Com apenas Parker fixo na marcação do meio-campo, os três armadores - Alex Kacaniklic, Pajtim Kasami e Clint Dempsey - se mandavam desordenadamente ao ataque, não conseguindo efetividade na frente tampouco atrás. Com isso, sobrou pra Hangeland ser o "armador" da equipe, com diversos lançamentos desde a defesa. Praticamente nenhum parou nos pés dos atacantes Hugo Rodallega e Muamer Tankovic.



Depois do tempo regulamentar, a prorrogação seguiu a mesma toada. O Fulham criou boas chances apenas em dois chutes de Kasami - um pra fora, outro pra boa defesa de Howard. Então, aos 14 minutos do segundo tempo da "prorroga", um escanteio despretensioso virou o gol heroico dos Blades. Miller, livre, cabeceou e botou no canto esquerdo de Stockdale.

Amorebieta foi usado na lateral-esquerda

Assim, de forma melancólica, acabou a FA Cup pros Cottagers. Em 2014, o time tem agora sete derrotas e duas vitórias. Pra piorar, o próximo desafio pela Premier League será o Manchester United, fora de casa, no próximo domingo. Oremos!

Fulham: Stockdale, Passley, Hangeland, Burn, Amorebieta, Parker (Sidwell), Kacaniklic (Duff), Dempsey, Kasami, Tankovic e Rodallega (Dejagah).
Sheffield United: Howard, Brayford, Collins, Coady, Harris (Hill), Flynn, Maguire, Scougall (Miller), McGinn, Murphy e Porter (Baxter).

Foto: Fulham FC e BBC