Repercussões: Fulham 0-3 Southampton


Já sabemos que, no último sábado, o Fulham foi derrotado em casa pelo Southampton em um doloroso 3 a 0. Agora é a hora de sabermos como foram as repercussões do jogo, na opinião do técnico René Meulensteen.

Na entrevista coletiva após o jogo, nosso manager falou sobre a derrota em casa e, como era de se esperar, sobre a queda para o último lugar e a luta contra o rebaixamento.

"Nós temos que ter a certeza de que vamos manter a energia na equipe", disse Meulensteen. "Nós não podemos nos dar ao luxo se deixar abater com esta situação. É o maior desafio que eu já enfrentei no futebol. Você não encontrará um grupo de jogadores tão desapontados quanto em nosso vestiário, mas há força o suficiente nesse grupo para levantar-nos".

"Eu tinha grandes esperanças para este jogo, e, por 60 minutos nós estávamos bem. É uma situação semelhante a outros jogos que tivemos, temos sido bem organizados e estamos tendo boas oportunidades, mas a bola não entra ou o goleiro faz uma defesa espetacular".

"É difícil, mas não podemos contar com derrotas das outras equipes nos jogos seguintes. Há um certo peso sobre nós. As outras equipes estão trabalhando para conseguir pontos, mas toda a pressão está sobre você";

O Fulham atuou bem nos primeiros 45 minutos, forçando o goleiro Artur Boruc a fazer três excelentes defesas. A primeira em uma finalização de Brede Hangeland e, em seguida, em duas oprtunidades de Darren Bent. Mas novamente aconteceu uma história diferente após o intervalo, com o Southampton enfrentando um Fulham apático em campo. Sobre isso, Meulensteen continuou:

"Boruc fez excelentes defesas nas finalizações de Bent e Brede. É muito importante que você consiga se segurar na defesa, mas não o fizemos e depois saímos atrás no placar.
Foi um contra-ataque deles, onde nós estávamos um pouco fora de posição, não conseguimos reagir a tempo e Lallana colocou a bola no fundo das redes. Então você vê o impacto que isto tem sobre a equipe. Em vez de seguir em frente, como um boxeador que levanta após ser derrubado, você começa a ser batido, de modo a ceder dois gols em cinco minutos que eliminaram nossa chance de reação".

O jogo aconteceu horas após o fechamento da janela de transferências de janeiro, que foi bastante movimentada para o Fulham. O técnico promoveu as estreias de William Kvist e Lewis Holtby.

"Foi uma janela de transferência típica de última hora. Dimitar Berbatov deixou claro que ele queria aproveitar a oportunidade [de ir para o Monaco] e você não pode ficar em seu caminho. Mas isso está feito, ele já se foi, e nós adicionamos alguns realmente bons reforços para o plantel. Esperamos que eles possam nos ajudar a sair desta situação".

O outro novo contratado, Konstantinos Mitroglou, foi apresentado à multidão Cottage antes do jogo, e assistiu a derrota das tribunas de Craven Cottage. Sobre ele, Meulensteen foi cauteloso ao falar sobre o atacante grego.

"Nós avaliaremos ele, vamos ver nos treinos como ele está. Ele está voltando de lesão, mas está bem e só precisamos ver a sua condição física. Queremos integrar os novos contratados o mais rápido que pudermos. Se acharmos que ele está pronto para jogar, então vamos usá-lo".

Opinião do blog: chegamos ao "fundo do poço": a última posição na tabela de classificação. Agora só nos resta torcer para que o time reaja no campeonato e lute contra o rebaixamento. Esperamos que com os novos reforços agreguem qualidade ao time, pois, caso contrário, disputaremos a Championship na próxima temporada.