Fulham segura líder por 57 minutos, mas volta a perder


O Fulham teve uma atuação bem melhor do que a assustadora apresentação da semana passada, ante o Sunderland, mas mesmo assim não foi o bastante para segurar o líder Arsenal, no estádio Emirates. Depois de segurar a igualdade por 57 minutos, o time de Rene Meulensteen levou dois gols, caiu por 2 a 0 e contou com os resultados paralelos para se manter fora da zona de rebaixamento.

Meulensteen promoveu uma novidade no time para o difícil confronto contra os Gunners. O jovem zagueiro Dan Burn, de 21 anos e de elogiadas atuações na Copa da Inglaterra, recebeu sua primeira oportunidade na Premier League. Burn atuou ao lado de Brede Hangeland, voltando a jogar na liga inglesa após quase três meses.

Com uma escalação claramente mais defensiva, o Fulham tomou sufoco no começo. Em tese, contaria com Ashkan Dejagah e Clint Dempsey para ajudar o ataque, mas ambos foram apagados e pouco apareceram em campo. Logo aos três minutos, Ozil recebeu de Wilshere e, não fosse Hangeland, teria aberto o placar.

Hangeland e Burn tiveram boa atuação juntos
A primeira - e única - chegada Cottager ao ataque veio com Steve Sidwell, que mandou uma bomba para boa defesa de Sczesny. Ainda antes do intervalo, Maarten Stekelenburg fez dois milagres, negando o gol a Sagna e Giroud (que estava impedido).

Para o segundo tempo, a estratégia era a mesma: esperar o Arsenal e tentar surpreender no contragolpe. Porém, os mandantes aproveitaram melhor suas oportunidades e não deram chance ao Fulham. Aos 20, Burn salvou em cima da linha um gol certo do time da casa. Porém, dois minutos depois, não teve jeito. Wilshere encontrou Cazorla na marca do pênalti e o espanhol fez 1 a 0.

Cinco minutos mais tarde, o Arsenal acabou com o jogo. O mesmo Cazorla pegou a sobra de Hangeland, bateu de canhota, rasteira, e anotou o segundo. Com o placar, o time local puxou o freio de mão, enquanto os visitantes pouco ameaçaram. Ainda houve tempo para uma bola na trave do Arsenal e para um gol incrível perdido por Darren Bent após este driblar o goleiro dos Gunners.

Hangeland voltou, mas não evitou a derrota
O 2 a 0 significou a 15ª derrota em 22 rodadas para os comandados de Meulensteen. É o time que mais perdeu nesta liga. Ainda possui, disparadamente, a pior defesa: 48 gols sofridos. Mesmo assim, as derrotas de Cardiff e West Ham deixaram o Fulham no 17º lugar, um ponto acima dos três times dentro da zona da degola. No próximo domingo, o time joga pela Copa da Inglaterra na casa do Sheffield United.

Arsenal: Sczesny, Sagna, Mertesacker, Koscielny, Monreal, Flamini, Cazorla, Gnabry (Podolski), Wilshere, Ozil (Chamberlain) e Giroud.
Fulham: Stekelenburg, Riether, Hangeland, Burn, Richardson, Parker, Sidwell, Kacaniklic (Kasami), Dempsey, Dejagah (Bent) e Berbatov.

Confira os melhores momentos do jogo aqui, direto do site da ESPN.

Fotos: Fulham FC