Mercado: Fulham acerta com três reforços e internet impede saída de Kasami


Kasami lamentou seu "infortúnio" no Twitter
O mercado de transferências se fechou nesta quinta-feira e, com isso, o Fulham já sabe com quem poderá contar de novidades para a metade final da temporada. Ao todo, foram três contratações: o lateral e meia holandês Urby Emanuelson, o lateral búlgaro Stanislav Manolev e o meia camaronês Eyong Enoh. E, em termos de saídas, uma esteve muito próxima de se concretizar. Porém faltou conexão à internet. Explicaremos a seguir.

Os três reforços vêm por empréstimo até o fim da temporada. O primeiro a se confirmar foi Urby Emanuelson, 26 anos, que vem do Milan.

O jogador, que pode atuar na lateral-esquerda e na armação, tem em seu currículo 16 jogos pela seleção holandesa, além de um título da Série A italiana, três Copas da Holanda e três Supercopas holandesas pelo Ajax.

Por sinal, quando no Ajax, Emanuelson foi treinado por Martin Jol e mostrou ansioso por voltar a trabalhar com o técnico. “Jol me ajudou muito na minha progressão quando eu estava começando. Por causa dele, foi uma escolha fácil vir”.

O meia ainda não deve estrear no jogo de sábado, contra o Manchester United. “Na sexta, vou treinar com a equipe, mas a estreia é algo que olho ainda mais para frente”, concluiu.

Manolev chega para disputar posição com Riether

No meio da tarde, o nome do búlgaro Manolev foi confirmado em Craven Cottage. O lateral-direito de 26 anos vem do PSV até o fim de 2013, com opção de renovação por dois anos. Também com experiência internacional - foram 29 jogos pela Bulgária -, Manolev tem no currículo um título de Copa da Holanda, temporada passada.

Mesmo com a forte concorrência de Sascha Riether para a posição (o alemão jogou todas as partidas dos Whites na Premier League), o búlgaro não se vê ficando no banco por muito tempo. “Vim para jogar. Sei que tenho de conquistar meu lugar. Estou ansioso para atuar na Premier League, pois acredito que é a melhor competição do mundo”, afirmou.



Por fim, o último reforço veio também da Holanda. O camaronês Eyong Enoh chegou do Ajax e assinou até o fim do ano, também com opção de renovação.

Aos 26 anos, ele pode tanto ser volante como meia armador. Foram cinco anos e meio atuando na equipe de Amsterdã, com duas conquistas da liga e uma da Copa. Por Camarões, foram 27 jogos e participações na última Copa do Mundo. Assim como Emanuelson, Enoh 
também foi treinado por Jol na Holanda.




Se três vieram, nenhum saiu. Mas por mero detalhe. Ou talvez nem tão mero assim. O suíço Pajtim Kasami, pouco aproveitado por Jol, negociava sua ida para o Pescara, da Itália, mas a falta de conexão à internet impediu a concretização do negócio. Isso mesmo. 

O empresário de Kasami, Mino Raiola, não tinha conexão no hotel aonde estava hospedado, e acabou não conseguindo enviar os documentários necessários para os representantes do time italiano.

A reação de Raiola foi extravagante. “Não havia conexão, o que eu posso dizer? Não dá para concluir a transferência desse hotel de m… Problemas? Eu digo o que eu quero para quem eu quero. Está claro? Não é possível que percamos transferências porque não temos acesso à internet. Não funcionava! O regulamento prevê que os documentos sejam enviados via internet. No momento nos contestaram que não completamos a documentação da transferência de Kasami para o Pescara”, afirmou.

Kasami foi mais sucinto. No Twitter, lamentou o episódio com a pergunta “Por que tudo está indo contra mim?”