Repercussões: Swansea 2-0 Fulham


O Fulham "conseguiu" mais uma derrota, dessa vez fora de casa contra Swansea, por 2 a 0. Com esse revés, os Cottagers continuam namorando a zona de rebaixamento, estando a três pontos do Wigan, primeiro na zona de queda. 
Os jornais destacaram que o Swansea tem feito boa campanha em casa, e é muito difícil ganhar no País de Gales. Mas os grandes destaques da imprensa foram o goleiro Vorm, que além de ter pego o pênalti cobrado por Clint Dempsey, fez varias defesas difíceis. E o relacionamento conturbado de Martin Jol e Bobby Zamora (o qual veremos a seguir).
Mas com relação o jogo, Martin Jol declarou: "Estávamos bem, mas o pensamento quase demasiado confortável de que teríamos nossas chances porque tivemos três ou quatro bons jogos fora de casa antes disso", lamentou o chefe do Fulham. "Mas, então eles marcaram um gol, que é uma coisa decepcionante.”
"Foi só depois que marcaram o gol é que começamos a criar chances – com Bryan Ruiz, Clint - então tivemos a situação de penalidade e foi um cenário ideal se tivéssemos marcado", acrescentou. Jol acredita que, pela reação do time frente ao placar adverso, o Fulham deveria ter saído com um placar diferente. “Acho que fizemos o suficiente para obter um ponto após o gol, nos animados e poderia ter marcado alguns gols. Mas não era para ser”.

Dempsey foi o nome (negativo) do jogo
Sobre o penalti perdido pro Dempsey: “Foi horrível de ver Clint perder. Mas isso é futebol, como nós experimentado antes contra o Chelsea [na Carling Cup]. "
O próximo desafio dos Cottagers será pela Europe League, em Craven Cottage, nesta quarta, 14/12. O rival é o time dinamarquês do Odense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário