Repercussões: Fulham 1-2 Ipswich Town


Perder para um adversário que luta pelas primeiras posições da Championship certamente não seria surpresa para o Fulham. O problema de levar 2 a 1 do Ipswich Town, em casa, no último sábado, foi que o time londrino amargou o sexto jogo seguido sem vencer e viu-se uma posição mais próximo da zona de rebaixamento - agora é o 19º. O técnico Kit Symons, claro, mostrou-se muito preocupado em sua coletiva após mais um insucesso.

"Começamos muito devagar e tomamos um gol cedo. Criamos chances, mas o último toque, em geral, não foi bom", resumiu o treinador. Para o galês, o panorama foi alterado apenas no segundo tempo, quando o time já perdia por 2 a 0. "Mudamos, mas nos faltou melhor postura. Marcamos um gol fortuito (erro da defesa e gol de Ross McCormack), mas nunca tivemos chances reais de empatar", disse.

Seis jogos sem vencer, e com um enfrentamento contra um adversário direto contra a queda fora de casa (o Millwall) na semana que vem, Symons ressaltou a importância de ter confiança para se jogar. Algo que, para ele, está em falta no time atualmente: "Confiança é algo enorme no futebol, e quando você não a tem, você é facilmente batido".

Stafylidis destacou que o grupo precisa se unir no mau momento
O lateral Kostas Stafylidis, que falhou ao tentar impedir o primeiro gol do Ipswich na rodada passada, foi pela mesma linha. "Perdemos mais um jogo, mas precisamos nos unir como um grupo. Estamos decepcionados, é um momento difícil para nós".

Decepção escancarada pelos fãs londrinos ao fim do jogo no sábado. As vaias não surpreenderam Kit Symons, porém. "Entendo (os torcedores). Eu quero ficar acima da tabela assim como eles. Estou tão frustrado quanto eles".

Bryan Ruiz - Symons voltou a ressaltar que conta com o meia-atacante para a metade final de temporada, após a transferência para o Levante não ser aprovada pela FIFA. O manager disse que "o Fulham tem um elenco muito jovem, e todo jogador que agregue experiência será importante", caso de Ruiz.

Porém, enquanto isso, o jornal costarriquenho Nación publicou, em sua edição no fim de semana, supostas declarações bem sinceras do camisa 10. Conforme a publicação, Ruiz afirmou que "não está feliz no Fulham, eles (diretores) sabem disso. Sou profissional e irei cumprir meu contrato da melhor maneira possível. Eles sabem que vim para jogar a Premier League e não a Championship, que não é uma liga para meu estilo de jogo. Mas tenho de ficar. Sou muito grato ao Fulham porque o clube me ajudou muito, mas sinto que meu tempo aqui acabou. Se estou aqui é porque tenho contrato, não porque quero".

Empréstimos e rescisões - O começo de semana foi de despedidas no Craven Cottage. Uma das saídas é temporária: o meia George Williams foi emprestado ao Milton Keynes Dons até o fim da temporada. Já o lateral Elsad Zverotic e o meia Dino Fazlic foram dispensados - o primeiro realizou 21 jogos no clube, enquanto o segundo sequer entrou em campo.

Fotos: Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário