Vitória para seguir vivo em Birmingham


Se nós disséssemos a vocês que Hugo Rodallega seria o herói de uma improvável vitória do Fulham no estádio Villa Park, do Aston Villa - palco que não via um triunfo Cottager desde 1973, e que assim os Whites pulariam para o 18º lugar na liga, vocês acreditariam? Pois foi exatamente o que aconteceu neste sábado, pela 33ª rodada da Premier League. O placar de 2 a 1 manteve o sonho londrino de seguir na elite.

Felix Magath usou sua sétima escalação diferente em sete jogos, dando chance ao volante Mahamadou Diarra no lugar de William Kvist. O malinês foi o 38º jogador a ser utilizado pelos Whites na temporada, um recorde de sempre na Premier League.

O primeiro tempo foi bastante morno. Foram poucas as ocasiões de gol e, quando elas aconteceram, não passaram dos seguros goleiros Guzan e David Stockdale. Na melhor jogada do Fulham, Cauley Woodrow arrancou pela direita e chutou cruzado, mas o goleiro do Villa pegou.

Richardson fez um golaço para abrir o placar

Para a etapa final, Magath apostou na velocidade do ataque, tirou os inoperantes Pajtim Kasami e Woodrow, apostando em Askhan Dejagah e no até então esquecido Rodallega. Deu certo: aos 16 minutos, Dejagah fez bom lance na entrada da área e rolou para Kieran Richardson chegar batendo de canhota, no ângulo de Guzan, 1 a 0.

A vantagem, porém, durou pouco. Nove minutos após abrir o placar, a marcação dos londrinos deu mole, Brede Hangeland perdeu o tempo da bola e deixou Holt livre, após escanteio. Resultado? Gol do Villa, tudo igual no placar e o clima de derrota se instaurando nos fãs Cottagers.

O jogo, então, ficou aberto. Pro Aston Villa valia seguir tranquilo no meio da tabela. Pro Fulham valia seguir o sonho da permanência. Aos 29, Lewis Holtby recebeu na marca do pênalti, driblou Guzan e chutou... mas Lowton, a milímetros de a bola passar a linha, conseguiu cortar. Depois, foi a vez de Weimann cabecear rente às redes londrinas.

Rodallega (E) e Holtby: decisivos aos 40 minutos
Então, aos 40, o momento de redenção para os fãs e para Magath: Holtby levantou na área e Rodallega, com um desvio sutil, cabeceou no canto direito de Guzan. Festa para os três mil fãs londrinos em Birmingham. Com muita catimba, o Fulham manteve a bola no ataque, prendeu os ataques rivais e assegurou uma vitória crucial para tentar evitar a queda.

Foi apenas a terceira vitória dos Whites em 2014 - a primeira como visitante. Com 27 pontos, o time encerrou o sábado no 18º lugar, abaixo cinco pontos do Norwich. E justamente os Canaries são os próximos adversários, no sábado que vem. O pulso segue pulsado pelos lados de Craven Cottage.

Aston Villa: Guzan, Lowton, Vlaar, Baker, Bertrand, Westwood, Bacuna, Albrighton (Bowery), Bennett (Tonev), Holt e Weimann.
Fulham: Stockdale, Riether, Heitinga (Riise), Hangeland, Amorebieta, Diarra, Sidwell, Richardson, Holtby, Kasami (Dejagah) e Woodrow (Rodallega).

Fotos: Fulham FC

Confira os melhores momentos aqui, direto do site do FOX Sports.