Repercussões: Fulham 1-2 Swansea


Conforme vimos no post anterior, o Fulham foi derrotado em casa pelo Swansea, complicando-se de vez na Premier League. Agora é a hora de sabermos como foram as repercussões do jogo, na opinião do técnico Martin Jol.

Na tradicional entrevista coletiva após o jogo, nosso manager se mostrou decepcionado com a atuação do time, após a quarta derrota consecutiva na Premier League.

"Era evidente que precisávamos de alguns pontos hoje e nós deveríamos ter ido para o intervalo vencendo por 2 a 0. Mas em vez disso, não nos concentramos em uma cobrança de falta no início do segundo tempo e sofremos o 1 a 0. Devíamos ter feito melhor. Não posso culpar Bent, embora, no passado, ele teria aproveitado as chances de gol que teve".

"Você precisa de pontos, você precisa de vitórias. No primeiro tempo, nós estávamos jogando bem o suficiente para marcar três gols e não conseguimos, isso foi uma coisa decepcionante".

Jol fez quatro alterações no time titular em relação ao jogo contra o Liverpool e também implantou uma nova formação: o 4-4-2 diamante, onde Bryan Ruiz atuava como meia-atacante, apenas atrás de Bent e Berbatov.

"Nós tentamos modificar algo na 'espinha dorsal' da equipe", afirmou o técnico. "Nós trabalhamos com esta formação durante oito dias. Nos jogos contra Southampton e Manchester United, nos quais jogamos com dois jogadores nos flancos e Berbatov no papel de 'número 10', a formação parecia muito defensiva", prosseguiu. 

"Hoje nós queríamos mudar a espinha dorsal do time e funcionou. Mas não conseguimos marcar um gol. Marcamos um gol contra e depois tivemos que correr atrás do resultado".

O holandês comentou ainda sobre o seu camisa 10, Bryan Ruiz. "Ruiz é provavelmente o meu melhor jogador no meio-campo ofensivo. Eu gostaria de testá-lo um pouco mais nesta função, mas espero que a gente consiga isso no futuro. Ele é um jogador muito bom, mas precisa de um pouco de confiança e é isso que eu gostaria de ter dos torcedores. Se eles o pressionarem muito, ele não poderá produzir o que ele é capaz de fazer".

Os torcedores ficaram visivelmente frustrados com o resultado, no apito final, e Jol continuou: "No primeiro tempo, os torcedores estavam conosco, porque viram que estávamos jogando em um bom ritmo e criando algumas chances. Mas, no segundo tempo, recebemos muitas críticas".

Foi o primeiro jogo do novo Head Coach, Rene Meulensteen, e Jol se mostrou satisfeito com o trabalho seu novo companheiro, elogiando sobre a contribuição do holandês até o momento. "É uma voz diferente e com métodos diferentes nos treinamentos", destacou. "Ele quer tirar o máximo de Berbatov, por exemplo, e não conseguiu hoje, mas você não pode mudar o mundo em uma ou duas semanas", finalizou o treinador.

Opinião do Blog: após a quarta derrota consecutiva na Premier League, o Fulham já frequenta a zona de rebaixamento e é especulado por muitos como um dos possíveis rebaixados na atual temporada. Algo tem que mudar no time pois, caso contrário, disputaremos a Championship na próxima temporada.

COME ON YOU WHITES!