Sob os olhos de Shahid Khan, Fulham vence o Saprissa nos pênaltis


Shahid Khan esteve presente na vitória do Fulham
Foto: Fulham FC
Nesta sábado o Fulham foi à campo no Estádio Nacional da Costa Rica para enfrentar o Deportivo Saprissa, no último jogo do tour pelo país natal de Bryan Ruiz. E, com a presença de Shahid Khan, que assistiu o jogo na tribuna de honra, o Fulham empatou nos 90 minutos e venceu o jogo nas cobranças de pênalti

Diferentemente dos outros jogos, desta vez tivemos um bom público no Estádio Nacional, apoiando ambas as equipes. Outra diferença é que os "Morados", como são conhecidos no país, ofereceram alguma dificuldade aos Whites.

O jogo começou bastante estudado, com as equipes tentando manter a posse da bola e arriscando pouco, mas nada perto do clima de amistoso. Logo aos 19 minutos, após uma dividida mais forte, os zagueiros Senderos e Douglas Sequera se encararam e foram advertidos com cartão amarelo pela arbitragem.

Bryan Ruiz empatou o jogo
Aos 26 minutos, aconteceu o inesperado, quando um lançamento do meio-campo encontrou o atacante David Ramírez na entrada da área. Ele chutou forte na saída de Stockdale e abriu o placar para os costarriquenhos.

Apesar da desvantagem, o Fulham não se deixou abater pelo gol sofrido e reagiu rapidamente, nos pés do orgulho nacional costarriquenho. Aos 29 minutos de jogo, Rodallega lançou Ruiz no contra-ataque e, dentro da área do Saprissa, o camisa 10 entortou o zagueiro e chutou para o fundo das redes do goleiro Donny Grant, 1 a 1.

Rodallega virou o jogo, ainda no primeiro tempo
Aos 29 minutos de jogo, Mesca pegou a sobra do escanteio no lado esquerdo, cruzando na cabeça de Hugo Rodallega para virar o jogo ainda na primeira etapa, 2 a 1 para os cottagers!

No restante da primeira etapa, poucas oportunidades de gol, com atuações seguras dos goleiros David Stockdale e Donny Grant. E, ao final dos primeiros 45 minutos de jogo, o Fulham foi para o intervalo com a vantagem no placar.

Na volta para o segundo tempo, mais uma diferença dos outros dois jogos: Desta vez, o técnico Martin Jol optou por não fazer nenhuma alteração no time logo no intervalo. 

Torcedor cottager "homenageando" o novo chairman do Fulham
O equilíbrio entre Fulham e Saprissa continuava. O ritmo intenso da primeira etapa foi mantido pelos costarriquenhos, que chegavam com perigo ao gol de Stockdale. Aos 53 minutos, em falta cobrada próxima a marca de escanteio, o atacante David Ramírez aproveitou um desvio de cabeça para trás e tentou um belo voleio, que não teve direção e passou ao lado do gol defendido por David Stockdale.

A primeira alteração no time do Fulham, só aconteceu aos 55 minutos, quando Derek Boateng substituiu Steve Sidwell. Aos 65 de jogo, Damien Duff lançou Rodallega, que invadiu a área e chutou para uma grande defesa do goleiro Grant. 

Pouco depois, mais substituições, quando Ashkan Dejagah e Matthew Briggs entraram nos lugares de Mesca e John Arne Riise, respectivamente. Aos 69, o meio-campo Diego Estrada recebeu na entrada da área e arriscou o chute, que foi no canto esquerdo e não deu chances de defesa para Stockdale, empatando o jogo, 2 a 2.

Capitão Bryan Ruiz recebeu a taça
E o equilíbrio entre as duas equipes seguia, mesmo com o Fulham pressionando um pouco mais, o placar parecia indefinido. Ainda no decorrer da segunda etapa, Kasami substituiu Duff, mas o suíço teve pouco tempo para tentar mudar o jogo.

E no fim do tempo regulamentar, a decisão da taça, ficou para foi ser decidida na dramática e gloriosa disputa de pênaltis. E você, leitor do blog, deve estar se perguntando: "Taça? Mas que taça é essa?". A explicação para isso é bem simples.

Em cada um dos três amistosos do Tour Costa Rica, havia uma taça simbólica de "campeão do confronto", a ser disputada entre o Fulham e o adversário. Foi assim contra o Cartaginés, como você confere clicando aquie também contra a LD Alajuelense, como você confere clicando aqui.

E na decisão por pênaltis, 100% de aproveitamento dos cottagers, que converteram todas as cobranças e venceram por 5 a 3. Terceira taça conquistada, dever cumprido na Costa Rica, encerrando o tour com chave de ouro.


O próximo desafio do Fulham é no domingo, dia 28 de julho, quando viaja até a Alemanha para enfrentar o Werder Bremen em amistoso no Weser-Stadion.

Saprissa: Grant; Smith, Hernandez; Guzmán; Robinson, Sequeira; Escoe; Russell; Estrada; Ramírez, Vega.

Fulham: Stockdale; Riether, 
Senderos, Amorebieta e Riise (Briggs); Sidwell (Boateng), Karagounis, Mesca (Dejagah) e Duff (Kasami); Ruiz e Rodallega

Confira no vídeo abaixo os melhores momentos de Saprissa 2-2 Fulham (Nos pênaltis 3-5):



COME ON YOU WHITES!