Deu tudo errado e as galinhas acertaram mais uma: Sunderland 3 a 1

Hangeland levou vermelho direto aos 30 minutps
Pela sexta rodada consecutiva, as simpáticas galinhas cottagers acertaram em sua previsão. Neste domingo, o Fulham teve Hangeland expulso a 30 minutos e se viu como presa fácil para um bem armado Sunderland, que venceu por 3 a 1 em pleno Craven Cottage. Assim como em outros três jogos, o time de Martin Jol marcou um gol e levou outro em questão de minutos. A equipe caiu para o nono lugar na tabela.

Jol teve o desfalque de Baird, vetado pouco antes da partida. Com isso, optou por escalar Karagounis pela primeira vez como titular, ao lado de Sidwell na "volância". E justamente Karagounis iria dar origem ao lance que mudou a cara do jogo, como veremos a seguir.

Aos quatro minutos, os londrinos ameaçaram com Berbatov, que recebeu bom cruzamento de Duff e cabeceou sem direção. Aos 18, foi a vez de Sidwell arrematar, mas a bola saiu sem força.
Sessegnon marcou um golaço de fora da área

Aos 30, o jogo começou a acabar para o Fulham. Karagounis deu um passe muito curto, Cattermole dominou e recebeu um carrinho imprudente de Hangeland, na linha do meio-campo. Cartão vermelho direto para o norueguês. Mesmo com um a menos, foi do time da casa a última oportunidade do primeiro tempo: Berbatov, dentro da área, finalizou cruzado, à direita do gol.

Antes do fim da etapa inicial, Jol promovera duas alterações na sua equipe. Kacaniklic, lesionado, deu lugar a Rodallega, três minutos antes da expulsão de Hangeland. Depois, Senderos entrou para cobrir a ausência do capitão. No segundo tempo, aos 14, mais um problema de lesão: Petric entraria em campo graças a uma fisgada sentida por Ruiz.

Aos cinco minutos, os Black Cats abriram o placar. O lance começou com uma bola de Riise que acertou o travessão; no contragolpe, Fletcher saiu na cara do gol e, com tranquilidade, fez 1 a 0. Mesmo com um a menos, o Fulham se manteve ofensivo, deixando apenas Sidwell na marcação no meio.
Petric entrou e, poucos minutos depois, anotou seu gol
Assim, os dois times criavam boas chances até os cottagers enfim empatarem: aos 16, Duff foi à linha de fundo e cruzou na medida para Petric chegar batendo, 1 a 1. Contudo, a desatenção voltou a se fazer sentir e, três minutos depois, Cuellar voltou a deixar o Sunderland em vantagem, numa cabeçada certeira após escanteio.

E, aos 24, o golpe fatal. Em novo contra-ataque, Sessegnon arriscou da entrada da área e acertou uma bomba no ângulo esquerdo de Schwarzer, 3 a 1. O Fulham ainda criou duas chances, com Sidwell e Petric, mas Mignolet estava inspirado e negou o gol de desconto. Assim, confirmou-se a segunda derrota white como mandante no campeonato.

A derrota ainda deixou o time como terceira pior defesa da liga, ao lado do Aston Villa. E os dois próximos duelos prometem sérias dificuldades: contra Stoke e Chelsea, ambos como visitante. Esperamos que a previsão das galinhas aponte um triunfo para os comandados de Jol, ao contrário do que vimos neste domingo.

Fulham: Schwarzer, Riether, Hughes, Hangeland, Riise, Sidwell, Karagounis (Senderos), Duff, Kacaniklic (Rodallega), Ruiz (Petric) e Berbatov.
Sunderland: Mignolet, Bardsley, O'Shea, Cuellar, Rose, Cattermole, Colback (Vaughan), Larsson (McClean), Johnson, Sessegnon e Fletcher.

Um comentário:

  1. A expulsão do hangeland foi injusta ele nem tocou no adversário isso prejudicou demais o fulham nesse jogo que mesmo com 1 menos conseguia manter a posse de bola e criar chances ,uma pena que os contra-ataques rápidos contra a lenta linha de zaga acaboudicidindo o jogo a favor do sunderland e a bola aéria defensiva denovo vazo como sempre.

    ResponderExcluir