Repercussões: Fulham 1-0 Aston Villa

Chris Baird marcou o gol da vitória cottager
Já sabemos que no sábado passado, o Fulham fez o "dever de casa" e venceu o Aston Villa por 1 a 0 em Craven Cottage, gol de Chris Baird aos 84 minutos. Agora é a hora de vermos como foram as repercussões do jogo, na imprensa e no Fulham.
Começamos pela imprensa inglesa, que destacou o gol tardio de Baird, que deu seqüência ao conhecido bom retrospecto do Fulham dentro de Craven Cottage. Segundo informações da BBC, de janeiro pra cá, foram 10 vitórias, 2 empates e 2 derrotas em 14 jogos do Fulham disputados em casa.

Por aqui, embora o jogo não tenha sido transmitido para o Brasil, houve um pequeno destaque no site do canal Fox Sports, que citou em um pequeno texto a vitória do Fulham e mostrou o gol de Chris Baird em vídeo.

O herói do jogo, carinhosamente apelidado de "Bairdinho" pelos torcedores, falou ao site oficial do Fulham após o jogo.


Chris Baird: "Eu estava devendo um gol"
"Parecia que eles iriam frustrar-nos e me senti assim durante o jogo", disse Chris Baird ao fulhamfc.com após a partida. "Seria muito frustrante para nós, pois não poderíamos jogar o nosso jogo, mas no final, não importa como você joga se conseguir a vitória. Então não vou reclamar".

"Três pontos são três pontos ao final do dia. Alguns jogos você joga muito bem e perde, ou vice-versa, você joga mal e ganha. Hoje, eu só não acho que fomos bem o bastante para nós mesmos - eu não sei porque as razões foram, mas são três pontos e estou feliz por nós".

O versátil Baird, muito popular nas margens do Tâmisa, arrancou cânticos ensurdecedores de "We've Got Bairdinho" dos torcedores do Fulham, e o jogador internacional da Irlanda do Norte admitiu que foi música para seus ouvidos.

"É bom ouvir os cantos da torcida", disse ele. "Eu estava devendo um gol, obviamente, porque os dois que marquei foram em Stoke [em dezembro de 2010]. Eu sempre faço essa movimentação de correr para frente nos escanteios, então eu pensei em tentar novamente e tive a oportunidade, eu desviei a bola e ela entrou, então estou feliz por mim e pela equipe".

Outro a falar após o jogo foi o técnico Martin Jol, que deu a sua opinião sobre a vitória na tradicional entrevista coletiva.


Martin Jol
"Manager ficou satisfeito com o resultado"
"Às vezes, tínhamos quatro atacantes que não tinham jogado juntos antes, então foi difícil", disse Jol. "Com alguns jogadores ausentes, como Duff e Bryan Ruiz, tivemos que fazer algumas mudanças. Foi difícil, mas eu acho que os torcedores entenderam".

"Eu coloquei Ashkan Dejagah e Giorgos Karagounis no segundo tempo - e novamente, são outros dois jogadores relativamente novos. Portanto, é um momento transição".

"No primeiro tempo, merecíamos ter feito o gol, porque nós tínhamos mais posse de bola e criamo mais chances. Mas após o intervalo, nosso 4-4-2 não funcionava contra o 'diamante' do Aston Villa, então nós tivemos que mudar um pouco as coisas".

"Às vezes era como um jogo fora de casa para nós, porque eles [Aston Villa] pareciam frustrar-nos. Mahamadou Diarra fez a diferença também, ele realmente nos levou à frente".

"Eu pensei que os jogadores recém-contratados foram bem, e Dejagah que voltou de lesão, parecia muito bem e brilhante na posse de bola. Foi uma estréia agradável para ele".

"Não foi o melhor desempenho que vimos em Craven Cottage, mas, ao final do dia, estamos muito felizes com os três pontos. Os pontos são mais importantes de qualquer maneira, para que possamos ir embora e ficarmos satisfeitos com o resultado".

Opinião do blog: Chris Baird e Martin Jol têm toda a razão, pois mesmo não sendo uma grande atuação, o importante é o resultado positivo e os três pontos conquistados.

COME ON YOU WHITES!

Nenhum comentário:

Postar um comentário