Repercussões: West Ham 3-0 Fulham



Jogadas aéreas fizeram a diferença
Neste sábado o Fulham foi a campo pelo derby contra o West Ham em Upton Park. E foi uma tarde em que nada deu certo para os Cottagers. 

Em seu primeiro jogo (oficialmente) sem os jogadores principais Dembele e Dempsey, o Fulham foi dominado e sofreu a derrota por 3 a 0.



Após as duas primeiras rodadas onde o Fulham mostrou um bom futebol, os Cottagers preocuparam seus torcedores. Segundo a imprensa, o Fulham se mostrou muito fragilizado com suas perdas, e este jogo foi uma amostra de como Martin Jol terá dor de cabeça para repor as baixas no elenco e remontar o time. Isso somado à ótima estreia de Andy Carroll pelos Hammers, fizeram a tarde dos Whites ser decepcionante.

E o técnico Martin Jol também ressaltou as dificuldades da defesa Cottager: “Nós sabíamos que eles jogariam com bola longa e buscariam cabeceios, então o primeiro gol foi decepcionante, pois havíamos falado sobre isso. O segundo gol veio de um escanteio e o terceiro nós não marcamos o segundo homem e eles fizeram o gol”.

O manager admitiu que as perdas foram grandes, mas confia nos jogadores do elenco: “Nós perdemos alguns jogadores na função criativa atrás dos atacantes. Isto é preocupante e teremos que encontrar um equilíbrio para o futuro. Eu acho que ficaremos bem”.

Martin Jol não gostou da atução, mas mostra-se otimista
“Nós perdemos alguns jogadores na sexta feira, mas no fim você tem que ficar feliz quando você tem Berbatov, Hugo Rodallega e Mladen Petric”.

“Eu realmente acredito que se Mousa Dembele ficasse seria algo muito bom. Mas o Tottenham pagou pelo jogador e eles sempre fazem isso na última semana. Eu acredito que temos jogadores para jogar em diferentes formas, e nós faremos algo de novo”.

A imprensa também destacou a atuação dos novos contratados Hugo Rodallega e Berbatov que, mesmo não mudando o cenário do jogo, tiveram um bom desempenho. Principalmente Berbatov, que entrou no segundo tempo e deu um toque de qualidade ao ataque do Fulham.

Martin Jol ficou feliz com a estreia do camisa 9: “O único ponto positivo para mim foi ver Berbatov de novo, de ver sua classe e qualidade”.

Berbatov mostrou qualidade na estreia
O manager planejava coloca lo em campo por apenas 20 minutos, mas a situação da partida mudou seus planos: “Nós tínhamos concordado em deixá-lo jogar 20 minutos se necessário, mas eu disse a ele no intervalo que precisávamos dele e eu achei que ele foi bem”.

Jol ressaltou que a importância da presença do búlgaro para o time e mostrou otimismo quando puder contar com os outros jogadores indisponíveis: “Ele trouxe outros para entrar no jogo e isto é qualidade. Acredito que com Bryan Ruiz disponível no próximo jogo e um pouco de trabalho nos treinamentos nós podemos ir para o próximo jogo com um pensamento positivo”.

O técnico dos Cottagers também falou da atuação de Richardson, que começou como titular, mas teve uma atuação bem discreta: “Não foi fácil para ele, ele substituiu Dembele. Ele não tinha jogado muitos jogos por 90 minutos e ele não treinou nos últimos três ou quatro dias, mas eu acho que tudo ficará bem no futuro”.

Teremos uma pausa na Premier League por conta das eliminatórias europeias para Copa do Mundo de 2014. O próximo desafio será dia 15, contra o West Bromwich Albiol, em Craven Cottage.

Um comentário: