Especial Cottagers Brasileiros! Por Rodrigo Amorim

Foto: Rodrigo Amorim / Arquivo
Caros leitores, apresentamos aqui o mais novo projeto do nosso blog! Através de um e-mail enviado ao blog, conhecemos o leitor Rodrigo Amorim¹, que planejava ir a Londres e nos contatou para pedir informações sobre a localização de Craven Cottage.


Segue abaixo a história de um cottager brasileiro em Londres, que foi pé quente e viu o Fulham vencer o Stoke City por 2 a 1.



Rodrigo Amorim:
Botafoguense e Cottager
De: Rodrigo Amorim
Para: Equipe Fulham FC Brasil


Bom, antes de tudo, afirmo que Londres é simplesmente a melhor cidade do mundo! Lá tudo funciona, os ingleses ajudam os turistas, metrô bom. enfim, vale muito a pena.

Mas enfim, vamos falar do Fulham...

Eu comprei com antecedência os ingressos (meu e de um amigo) pelo site do clube e ao chegar em Londres, fomos trocar os ingressos nas
bilheterias de Craven Cottage.

A estação de metrô mais próximo é a "Putney Bridge". Ao descer no metrô, é preciso caminhar uns 10 minutos por um parque bem bacana (Bishops Park), antes de chegar ao estádio.

Como vocês devem saber, o estádio fica situado na beira do Rio Tâmisa e deste parque que falei, tem-se uma vista fantástica.

O bairro de Fulham é um subúrbio bem arrumado, com poucas pessoas nas ruas próximas ao estádio e casas bem ao estilo inglês.

Chegando em Craven Cottage, fui até a bilheteria e disse que havia comprado o ingresso pela Internet e entreguei o papel do comprovante. A atendente me pediu um momento e foi buscar um envelope com meu nome, endereço e os ingressos, tudo em poucos minutos, perfeito!

Tiramos algumas fotos do estádio e fomos para a loja do clube que fica no próprio estádio. É uma lojinha bem acanhada, mas com grandes produtos e muitas boas promoções.

No dia do jogo, nos atrasamos um pouco para pegar o metrô, por isso chegamos uns cinco minutos depois do início. Fizemos o mesmo caminho pelo parque, porém com muito mais companhia.


Durante todo este percurso até o estádio vimos vários policiais à cavalo e nenhuma confusão.


Na entrada do estádio, existe um leitor de código de barras que lê o ingresso e, automaticamente, já libera a catraca. Dentro do estádio, aqueles seguranças do clube com roupas fluorescentes fazem a revista com um detector de metais e lhe informam por qual entrada chegar até sua cadeira.

Estádio lotado, chegamos à fileira de nossas cadeiras e lá estavam os nossos dois lugares vazios, ninguém sentado neles. As cadeiras do estádio são um pouco apertadas, mas nada que comprometa o espetáculo. 

Ficamos na putney
end, setor do estádio localizado atrás de um dos gols, onde ficava uma torcida mais "neutra". Na outra ponta desta mesma arquibancada ficava a torcida do Stoke, a qual ficou o jogo inteiro em pé e cantando.

O estádio é mais aberto, então não se transforma tanto num caldeirão, a acústica não favorece isso. O canto mais frequente da torcida cottager era o "Come On Fulham, Come On Fulham", onde os torcedores cantavam e batiam os pés no chão, fazendo um barulho muito bacana.

Os três gols da partida foram no gol a nossa frente, muito legal. Durante o intervalo fica rolando um rock'n roll, o locutor do estádio informa os placares dos demais jogos da rodada, tira uma onda com o Chelsea e acontece um mini-campeonato de pênaltis para as crianças, enquanto alguns funcionários do clube arrumam o gramado e entra o mascote.

Ao final do jogo, todos os torcedores saem de forma tranquila, com toda a ajuda e orientações dos seguranças.

O caminho de volta ao metrô também é pelo parque e, na chegada da estação, a polícia organiza para que todos embarquem tranquilamente para seus respectivos destinos
.

Uma curiosidade é que eles "abrem" o metrô na saída do
jogo, cedendo a viagem de volta de forma gratuita, até para não haver nenhum tipo de confusão. Resumindo, é algo sensacional a organização inglesa.

Foi uma experiência fantástica, a qual vou levar para o resto da minha vida. Não vejo a hora de voltar à Inglaterra e assistir outros jogos da Premier League. Eu Já era fã do futebol inglês e me tornei mais ainda.

Estou enviando as fotos em três partes². Os vídeos devemos postar em breve, provavelmente no Youtube e quando o fizer, informo vocês.

Um abração a todos e espero que tenham gostado da minha história, desejo que tenham esta mesma oportunidade algum dia.


² Rodrigo nos mandou 
3 pastas zipadas por e-mail,  com fotos do Craven Cottage e arredores, as quais publicaremos em breve.



Opinião do Blog: na história contada por nosso leitor, fica clara a diferença entre a organização dos estádios ingleses e brasileiros. Gostou da história? Já foi a um jogo do Fulham? Mande sua aventura pra gente!

2 comentários:

  1. Fantástico!! Estou planejando a minha ida também! o Craven Cottage é parte fundamental do meu itinerário

    ResponderExcluir
  2. Olá Henrique, tudo bem?

    Quando for a Craven Cottage não se esqueça de fotografar tudo e quando voltar, mande a sua história pra gente compartilhar com os torcedores aqui no blog!

    ResponderExcluir