Euro 2012: Surpresa acontece em Varsóvia e Rússia está eliminada


Pogrebnyak não conseguiu mudar o rumo da partida e a Rússia foi desclassificada
No estádio Nacional de Varsóvia, Rússia e Grécia se enfrentaram pela última rodada do grupo A. A Rússia, por ter feito duas boas partidas, principalmente na estréia diante da República Tcheca, era apontada pela imprensa como uma das equipes com futebol mais bonito da competição. Mas isso de nada adiantou e os russos, dentre eles o cottager Pavel Pogrebnyak, voltam para casa mais cedo.

Muito do favoritismo russo dava-se também pela boa situação no grupo - quatro pontos e a liderança, além de enfrentar uma equipe teoricamente inferior. O único resultado que desclassificaria a Rússia seria uma derrota para a Grécia somado a uma vitória da Rep. Tcheca - e foi exatamente o que aconteceu.

Esse favoritismo parece que deixou a Rússia mais relaxada, principalmente no começo. Os gregos começaram a atacar com mais perigo logo aos 5 minutos, com cabeçada de Katsouranis. Mas logo depois, o russo Arshavin fez bela jogada e fez o goleiro grego trabalhar.

Jogadores saem de campo mostrando todo descontentamento
O jogo era controlado pela Rússia, que apostava em chutes de fora da área, até que num vacilo da zaga russa na cobrança de lateral, a bola sobrou para  Karagounis, que entrou pela área sozinho e com um forte chute abriu o placar aos 47 minutos do primeiro tempo.

Para o segundo tempo, a Rússia não queria depender do resultado do outro jogo para classificar-se e partiu para o ataque. O tecnico Dick Advocaat colocou em campo o atacante Pavlyuchenko para ter mais poder de ataque, mas que barravam na forte defesa grega. Mesmo assim, os russos demonstravam nervosismo e os gregos levavam muito perigo. Inclusive, numa bela jogada de Karagounis foi derrubado na área, porém o juiz nada marcou. Aos 25 minutos, em bela cobrança de falta, Tzavlellas mandou a bola no travessão.

O gol dos tchecos sobre os os poloneses só fez aumentar o nervosismo russo. O cottager Pogrbnyak (que apenas conseguiu um cartão amarelo nos acréscimos) entrou em campo aos 35 minutos e logo depois Izmailov para fortalecer o ataque, mas o lance mais perigoso foi de Dzagoev, que mandou a bola rente à trave, após cruzamento de Arshavin.

Fim decepcionante para os russos, que com a derrota ficou com a mesma pontuação da própria Grécia, mas com o confronto direto sendo como critério de desempate tiveram que voltar mais cedo para casa. Com eliminação dos russos, também foi a última participação de um jogador cottager na Euro 2012 - sem contar a Irlanda, que pega a Itália nesta segunda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário