Euro 2012: nova festa nas arquibancadas, nova derrota irlandesa

Fãs irlandeses: mais destaque do que o próprio time. Foto: The Hibernia Times
A Irlanda se despediu da Eurocopa nesta segunda do mesmo jeito que começou: perdendo. O placar de 2 a 0 a favor da Itália, pelo grupo C, determinou a terceira derrota em três jogos para os irlandeses, no que deve se confirmar como a pior campanha entre as 16 seleções participantes desta edição. Se em campo as coisas foram muito mal, fora dele a torcida deu mais um show, cantando o tempo todo e mostrando seu orgulho pelo país.



Foi um jogo especial para Damien Duff. O jogador do Fulham completou 100 partidas pela Irlanda e foi presenteado com a braçadeira de capitão. Ele bem que tentou, mas pouco conseguiu fazer para ameaçar o gol de Buffon. Já o outro cottager irlandês, Stephen Kelly, mais uma vez somente ficou no banco, suplantado por John O'Shea.


Given não impediu o gol de Cassano. Foto: Caught Offside
Após uma pequena pressão, a Itália, que precisava ganhar a qualquer custo, finalmente abriu o placar aos 35 minutos. Após escanteio, Pirlo levantou e Cassano desviou; a bola bateu no travessão, quicou após a linha e o juiz acertadamente assinalou o gol. Na etapa final, os italianos recuaram, mas a Irlanda mostrou falta de criatividade. Como penalização, levou o segundo gol já perto do fim: em outro escanteio, Balotelli chutou bonito para fechar o placar.


A Squadra Azzurra terminou o grupo com cinco pontos, atrás da Espanha, que venceu a Croácia por 1 a 0 e chegou aos sete. Os croatas finalizaram com quatro.


Para a Irlanda, fica a sensação de que uma renovação se faz necessária. Dos 23 convocados para esta Euro, oito estão na faixa dos 30 anos. Destes, quatro estiveram presentes na última competição importante que o país disputara, a Copa do Mundo de 2002. São eles o goleiro Given (36 anos), o zagueiro Dunne (32), o meia Duff (33) e o atacante Keane (31).

Nenhum comentário:

Postar um comentário