Repercussões: Fulham 2-2 Odense

Martin Jol:
"Balançado no cargo?"
Já sabemos da tragédia que foi a eliminação do Fulham da UEFA Eurepa League, quando os cottagers sofreram o empate nos minutos finais e viram a vaga escapar e se dirigir ao Wisla Krakow.


Como não poderia deixar de ser a imprensa europeia ressaltou as falhas do Fulham, que vencia por dois gols de vantagem e acabou cedendo o empate nos minutos finais. A escalação praticamente reserva e a atuação sem brilho do goleiro filipino Neil Etheridge, também foram destaques.



O técnico do Fulham, o holandês Martin Jol realizou a tradicional entrevista coletiva após a eliminação cottager do torneio continental.

 um duro golpe", disse Jol "Os jogadores, no vestiário, estão muito desapontados. Normalmente você tem alguns minutos para repará-los, mas não quando eles marcam bem no final. Foi decepcionante. Talvez tenha sido um pouco a falta da experiência, não para manter a bola quando faltam apenas 25 segundos para terminar o jogo.

"Havia coisas positivas no primeiro tempo, quando nós pressionamos e os jogadores fizeram a diferença, como [Kerim] Frei com um gol e uma assistência."


"No segundo tempo nossos melhores jogadores ficaram, provavelmente, quase esgotados. Eles estavam cansados​​. É provavelmente o jogo de 30 para alguns deles e que não é uma desculpa, porque somos uma equipe que pode defender a vantagem em casa.


"Eram seis segundos antes do final e, em vez de manter a bola no seu meio, quando tínhamos a última oportunidade de segurar a bola e ir para a linha de fundo, ele queria [Orlando ] marcar.

"E então você concede um gol em uma pausa. Isso foi decepcionante, como foi o primeiro gol."


Opinião do blog: A derrota mostra a incompetência de Martin Jol e Orlando Sá, mas principalmente ressalta o que falamos no post da reforma. Não adianta reformar o Craven Cottage, se a política interna do clube também não mudar.

Foto: Fulham FC


COME ON YOU WHITES!

Nenhum comentário:

Postar um comentário