Repercussões: Fulham 2-2 Manchester City

Foto: fulhamfc.com
Já sabemos que o Fulham saiu perdendo e buscou um empate heróico contra o Manchester City, no ultimo domingo em Craven Cottage. Agora é hora de sabermos como foram as repercussões do jogo na imprensa e em Craven Cottage.


A imprensa inglesa elogiou muito a atuação do Fulham no 2º tempo de jogo, que contando com o apoio da torcida em Craven Cottage, buscou um empate heróico após estar perdendo por 2 a 0. O resultado lembrou a campanha do vice-campeonato da Europa League, onde o Fulham mostrou seu poder de reação diante de grandes times, principalmente diante de sua torcida.


O técnico Martin Jol realizou a tradicional entrevista coletiva após o jogo, falando sobre o empate em Craven Cottage.


"Nós mostramos um grande poder de reação", disse Jol. "Fizemos coisas diferentes no segundo tempo, fomos melhor e talvez,  se eles não fossem um pouco azarados, poderíamos ter tomado mais dois gols."


"Embora nós queria colocar pressão sobre o meio-campo do Manchester City, não conseguíamos marcar Yaya Touré e Gareth Barry no meio-campo, o que era um problema, mas nós colocamos mais pressão sobre eles no segundo tempo."


"Tentamos coloca jogadores diferentes no jogo e não tínhamos nada a perder, o que de certa forma, às vezes ajuda."


"Para lutar contra uma equipe como o city, é inacreditável. Se você tiver um pouco de posse de bola e tomar a iniciativa, isso ajuda."


"Precisamos de pontos, jogamos três jogos em casa e conseguimos três empates. Nos faltou um pouco de sorte, mas eu tenho certeza que eles virão."


Outro a falar à imprensa foi o lateral-esquerdo norueguês John Arne Riise, que se mostrou impressionado com a atmosfera em Craven Cottage.


"Antes eu assinei para o clube que eu tinha ouvido falar muito sobre o espírito do Fulham, equipe e no domingo eu vi por mim mesmo", disse Riise falando exclusivamente para fulhamfc.com. "Meu irmão [Bjorn] e Brede [Hangeland] me contou histórias sobre a característica da equipe e a atmosfera do Craven Cottage - eles estavam certos, porque ambos foram incríveis.


"O estádio estava tremendo no segundo tempo e isto se estendeu até o campo. Sabíamos que os fãs estavam nos apoiando e isso nos deu uma motivação extra."


"Achei que fomos incríveis no segundo tempo e para ser honesto eu acho que poderia ter vencido no final, mas não podemos insistir em que por muito tempo porque,  estávamos perdendo por 2 a 0."


"Mas de repente cresceu a confiança, e quando Bobby [Zamora] fez o gol. nós realmente sentimos que poderíamos voltar ao jogo. A multidão certamente sentiu assim e você poderia dizer que eles estavam dispostos nos colocar à frente."


"Quando Danny [Murphy] marcou o segundo, o estádio explodiu - realmente era um som incrível e um sentimento muito grande."


"De uma forma estranha o fez sentir como uma vitória", acrescentou Riise. "Como eu disse, talvez poderíamos ter tomado mais? Mas temos que ser felizes com o resultado. É claro, City é um time muito bom e um que tem gastado muito dinheiro. Eles têm alguns jogadores maravilhosos e eles vieram para o jogo tendo vencido os quatro primeiros jogos do campeonato."


"Eu não tenho certeza de quantas pessoas teriam apoiado-nos a voltar, mas não é a primeira vez que aconteceu no Craven Cottage, né? Foi-me dito tudo sobre a luta contra o rebaixamento de alguns anos atrás e depois há aqueles jogos inacreditáveis da ​​Europa League - de modo que este é um lugar especial para isso."


Opinião do blog: Foi um empate incrível, contra o poderoso Manchester City. Esperamos que de agora em diante a fase melhore e o Fulham comece a obter bons resultados.


COME ON YOU WHITES!

Um comentário:

  1. Foi um bom resutado pelas circustancias da partida e pelo adiversario. Mas o time ainda nao ganhou nenhuma... o unico que ainda nao venceu.
    Eu sempre disse aqui no blog que esperava uma boa temporada, continuo achando que será boa mas o time tem que acordar logo.

    ResponderExcluir