Repercussões: Hull City + Novo reforço




Nova temporada, novos jogadores, mas a história segue se repetindo. Três rodadas já se passaram e os torcedores Cottagers ainda não sabem o que é sentir o gosto da vitória nessa Champioship. O roteiro das últimas apresentações acabou se repetindo: a equipe jogou mal no primeiro tempo, melhorou na volta do intervalo e pressionou no segundo, mas no final acabou sofrendo o gol. “Algo precisa mudar e logo” afirmou Kit Symons.

“Três jogos pela Champioship e já estou farto dizer as mesmas coisas no final dos jogos. Nós lutamos bem, criamos chances e estávamos em ascensão, mas nós viemos embora sem a vitória”.

Apesar de ainda não ter vencido, Kit acha que o time tem se apresentado bem, mas sabe que no final o que importam são os três pontos. “Nós mostramos nas nossas performances que nós somos bons o suficiente. Mas as pessoas não se preocupam com performances. Eles se preocupam com pontos e é isso que eu quero”.


Se serve de alento, novamente Cairney anotou um bonito gol.
Os torcedores buscam entender o que acontece com o time nos minutos derradeiros do jogo, afinal já são três gols cedidos nos minutos finais. Para o nosso técnico, as “condições físicas são boas, então isso não tem nada a ver com o que vem acontecendo. Pode ser puramente concentração porque jogamos melhores que os outros times no segundo tempo, e na maioria das vezes nós estamos jogando melhores no segundo tempo com relação ao primeiro. Nossas condições físicas são excelentes”.

E como tudo que está ruim pode piorar, Marcus Bettinelli e Matt Smith acabaram se machucando após jogada dentro da área Cottager e ambos sofreram lesão nos ligamentos do joelho. Segundo Kit, a lesão de Smith não é tão grave como a do nosso goleiro, que pelo visto ficará um longo período longe dos gramados.

Reforço para a defesa. 

E o clube anunciou que Tim Ream é o mais novo jogador White. O zagueiro foi contratado junto a equipe do Bolton, assinou um contrato de quatro anos, com opção de renovação por mais um ano por parte do Fulham, e chega para tentar resolver os problemas defensivos que tanto vem atormentando a equipe nas últimas temporadas.


Será a solução dos problemas na defesa?
 
 
Ream, 27 anos, chegou a equipe do New York Red Bulls em 2010, após jogar pelo Chicago Fire Premier, e na sua temporada de estreia ajudou seu time a conquistar o título da Conferência Leste, chegando a ser um dos candidatos ao prêmio de “Rookie of the Year”.
Foi contratado pelo Bolton no começo de 2012, para ser o substituo de Cahill que havia se transferido para o Chelsea. Acumulou 126 jogos pelos Wanderers e nos últimos dois anos foi eleito pelos torcedores como o jogador da temporada. Acumula 13 convocações pela seleção dos Estados Unidos.

O zagueiro falou ao fulhamfc.com: “Eu estou mais do que feliz de estar aqui. Foi um longo período para chegar esse momento, passada a última semana e meia, e estou contente por finalmente poder ser anunciado”.

“A coisa mais importante era a história, entrando no centro de treinamento, sentir a vibração em torno do Clube e o sucesso que os outros jogadores americanos tiveram aqui”.

Fotos: Fulham FC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário