Fulham perde chances e o jogo nos acréscimos


O Fulham teve uma dolorosa lição, neste sábado, quanto a aproveitar suas oportunidades e definir o jogo em seu favor. A equipe de Kit Symons brincou de errar gols, perdeu inúmeras chances e, nos acréscimos, deu de presente um pênalti - embora polêmico - para o Brighton, que venceu por 2 a 1. Assim, os Whites largaram mal na Championship, figurando, após duas rodadas, perto da zona de rebaixamento.

Uma boa notícia aconteceu pouco antes da partida. O goleiro Marcus Bettinelli confirmou sua renovação contratual por mais quatro anos. Na escalação, Symons não apresentou surpresas, mas com uma novidade: Nikolay Bodurov voltou à zaga, no lugar de Dan Burn.

Bettinelli renovou seu contrato e fez boas defesas, mas não impediu derrota
Os Seagulls chegaram primeiro com Hemed, que arriscou de longe e mandou perto do gol de Bettinelli. Aos 30, saiu o gol: Baldock recebeu no meio da zaga, deixou a marcação parada e só tirou do goleiro. Era o primeiro gol dos visitantes. O empate levou 13 minutos (e algumas boas chances perdidas) para sair. Lasse Christensen fez o pivô e Tom Cairney mandou um canhotaço no ângulo, um golaço para deixar tudo igual.

No começo da etapa final, March fez lance pela direita e cruzou para Baldock, que exigiu muito reflexo de Bettinelli. A resposta cottager foi na mesma moeda, exigindo que o ex-cottager Stockdale fizesse um milagre após Shaun Hutchinson escorar e Matt Smith finalizar de primeira. O camisa 9, aliás, teve três boas chances, mas cabeceou primeiro para fora, depois para fácil defesa de Stockdale. A última merece citação especial. Livre, Smith cabeceou rente à trave, deixando o goleiro adversário estático.

Golaço de Cairney quase salvou a tarde
A punição para tantos erros foi cruel. Aos 47, Hutchinson derrubou Lua Lua e o árbitro marcou pênalti. Vendo com calma, é possível notar que o lance foi fora da área, mas a pegada foi muito forte, e a arbitragem se deixou levar. Na cobrança, Hemed definiu a vitória dos Seagulls em Londres, assim como na temporada passada, mas agora por 2 a 1.

Haverá, assim como semana passada, pouco tempo para treinar e aperfeiçoar a péssima pontaria do Fulham. Na quarta-feira, os Whites viajam a Hull para encarar o time local. E vão para o jogo na 18ª posição, uma lembrança muito ruim dos tempos de 2014/15.

Fulham: Bettinelli; Richards, Hutchinson, Bodurov e Voser; O'Hara, Christensen, Pringle (Kacaniklic) e Cairney; McCormack e Smith (Dembele).
Brighton: Stockdale; Bruno, Greer, Hunemeier e Bong; Stephens (Forster-Caskey), Kayal, Lua Lua e March (Rosenior); Hemed e Baldock (Ince).



Fotos: Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário