Empate com gosto amargo em Cardiff


Empatar com o Cardiff, fora de casa, teoricamente não seria nada mau para um começo de campanha na Championship. Mas o Fulham saiu com gostinho de que poderia ter vencido na primeira rodada da segunda divisão inglesa, depois de segurar o placar de 1 a 0 até os 41 minutos da etapa final. Na segunda rodada, contra o Brighton, o time não terá desculpas: precisará ganhar.

Kit Symons teve de escalar força quase máxima para os 11 iniciais. Marcus Bettinelli não se recuperou completamente de uma lesão, então Andy Lonergan começou jogando. Outros dois desfalques, conhecidos previamente, também não atuaram: Luke Garbutt, lesionado, e Scott Parker, recuperando-se de cirurgia. Kay Voser e Jamie O'Hara foram os substitutos. Na zaga, Dan Burn ganhou a posição de Nikolay Bodurov.

O atacante Matt Smith foi quem teve a primeira chance na partida, em uma saída em falso do goleiro Moore. Mas o camisa nove parou na trave. Os londrinos não sofreram pressão, apesar de os galeses terem mais a posse de bola. Assim foi até o fim do primeiro tempo.

Moore falhou e deixou o gol aberto para Smith
Na segunda parte, foi o Cardiff quem ameaçou primeiro: antes mesmo de fechar um minuto, Pilkington chutou cruzado, a bola desviou em Voser e explodiu no travessão. Então, aos dois minutos, saiu o gol cottager: Ben Pringle cruzou e a bola foi direto para o gol, Moore se atrapalhou e deixou a bola limpa para Smith, na pequena área, cabecear e marcar 1 a 0.

A resposta galesa não demorou, e Pilkington cabeceou paro o fundo do gol, mas a arbitragem conferiu impedimento. Aos poucos, o time local foi aumentando a pressão, a ponto de só não empatar porque Shaun Hutchinson cortou uma bola quase em cima da linha em conclusão de Morrison.

Cairney teve boa atuação, mas não conseguiu o gol
Até que, aos 41 minutos, veio o empate, num lance de azar do Fulham e sorte (e qualidade, claro) do Cardiff. Noone pegou a bola na ponta direita, e Pringle, que o marcava, escorreu. Deixou caminho livre para que o jogador dos Blue Birds acertasse um chutaço para empatar em 1 a 1.

O gosto amargo já ficaria com os cottagers só por isso, mas a sensação de vitória escapando pelos dedos ficou mais reforçada aos 45: Moussa Dembele, que entrara pouco antes, escapou da marcação e invadiu a área, ficando na cara do gol. Optou pelo passe ao invés do chute, e a jogada não deu certo.

Na terça-feira, o desafio é pela Copa da Liga: os Whites visitam o Wycombe, da League Two, no estádio Adams Park. No sábado, volta a Championship, com um complicado duelo contra o Brighton, no Craven Cottage.

Cardiff: Moore; Peltier, Morrison, Connolly e Malone; Whittingham, Dikgacoi (Noone), Pilkington e Ralls; Revell (S. Ameoby) e Mason.
Fulham: Lonergan; Richards, Hutchinson, Burn e Voser; O'Hara, Christensen, Cairney e Prignle; Smith (Dembele) e McCormack.



Fotos: Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário