Saiu a primeira leva


O Fulham anunciou em seu site oficial, nesta sexta, a saída de nove jogadores do time profissional e da base. Foi só a primeira leva de nomes que irão embora, conforme o próprio técnico Kit Symons antecipara imediatamente após o fim da temporada 2014/15. À época, ele disse que haveria um movimento intenso entre entradas e saídas de jogadores.

Entre os profissionais, estão fora Hugo Rodallega, Tim Hoogland, Gabor Kiraly, Chris David e Adil Chihi. Na base, foram dispensados Josh Passley, Solomon Sambou, Jonathan Buatu e Noe Baba. O clube confirmou ainda que há outros jogadores discutindo sua situação atualmente.

Os nomes mais impactantes são Rodallega e Hoogland, que foram presenças constantes no time da temporada passada. O colombiano é o que estava há mais tempo no Fulham: desde 2012, vindo do Wigan. O camisa 20 viveu, em 2014/15, sua melhor temporada nos Cottagers, marcando dez gols em 33 partidas. Mesmo assim, perdeu espaço na segunda metade da campanha e vinha sendo preterido pelo prata-da-casa Cauley Woodrow. Tanto que seu último gol foi em fevereiro.

Hoogland fez seu último gol contra o Bolton, há oito meses
Já Hoogland veio como free agente no início de 2014/15 e foi o único reforço trazido por Felix Magath a vingar. Polivalente, fez gols de cabeça, atuou na lateral e como volante. Ao total, foram 25 jogos e quatro gols. Porém, uma lesão séria na hérnia o fez perder boa parte da campanha na segunda metade da temporada, e provavelmente fez a direção cottager decidir pela dispensa.

Veterano Kiraly virou piada pelas suas calças
O veterano goleiro Gabor Kiraly foi um dos pedidos malfadados de Magath. Graças à revelação Marcus Bettinelli, o húngaro jogou só quatro vezes, levou 12 gols e virou motivo de piada dos fãs devido às suas "calças de pijama".

David: poucos jogos, um gol nos profissionais e adeus
Chris David chegou ao Fulham como uma das boas revelações do Twente, no começo de 2013. Até conseguiu mostrar bom futebol na base, mas raramente foi utilizado tanto por Martin Jol, Rene Meulensteen, Felix Magath ou Kit Symons. Foi titular na última partida de 2013/14, marcando um belo gol, e na primeira de 2014/15, mas acabou emprestado novamente ao Twente, onde também pouco jogou nos profissionais.

Chihi saiu sem ter chegado
Já Chihi é a dispensa menos surpreendente das anunciadas nesta sexta-feira. O alemão chegou com Magath, entrou em campo apenas uma vez - no segundo tempo contra o Cardiff, no primeiro turno -, não foi bem e caiu no esquecimento. Na verdade, para muitos fãs, a surpresa de ele ser dispensado agora é o fato de... ele ainda estar no clube durante todo esse tempo.

Fotos: Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário