Internacionais: as reações de Patrick Roberts


A semana de data FIFA apresentou mais alguns jogadores do Fulham entrando em campo por suas seleções nacionais nos últimos dias. Mas é preciso ressaltar ainda o que o jovem Patrick Roberts fez. Sua ótima atuação na vitória do sub-18 da Inglaterra sobre a Rússia, no início da semana, deu o que falar.

Especialmente para o próprio atacante. O jogador de 18 anos voltou a jogar na sua categoria depois de passar diretamente do sub-17 para o sub-19, nos últimos meses. No primeiro gol, Roberts driblou três adversários antes de conseguir um pênalti, que determinaria o 1 a 0. Depois, o próprio Cottager mandou um chutaço no ângulo para definir o placar final.
Roberts foi capitão na derrota inglesa

"Quando eu cheguei no lance, estava pensando em conseguir um escanteio", admitiu o atacante sobre a jogada que acabou em pênalti. Eu gosto de driblar, e acredito que consigo fazer isso bem, mas a parte mais difícil é transformar isso em gol. Foi bom ver a bola entrar", comentou o atacante que estreou no Fulham na metade de 2013/14, com apenas 17 anos - numa derrota de 5 a 0 para o Manchester City.

Foram dois amistosos entre as seleções sub-18 dos ingleses e russos. No segundo, na última quarta-feira, a Rússia deu o troco e venceu por 2 a 1. Roberts, porém, teve um gostinho especial. Foi o capitão do time. O goleiro Magnus Norman, da base dos Whites, também atuou.

Outro arqueiro dos Cottagers, mas aí o titular, Marcus Bettinelli, viu a equipe sub-20 do English Team sofrer mais do que o esperado ante Belarus. No último amistoso antes da Euro da categoria, os ingleses fizeram "apenas" 1 a 0. Betts assistiu o jogo todo do banco.

Em outros amistosos, mas aí falando dos profissionais, uma vitória e uma derrota para atletas do Fulham. Bryan Ruiz, no segundo preparatório para a Copa Ouro, atuou nos 90 minutos da derrota da Costa Rica para a Espanha: 2 a 1. Os Ticos ainda abriram o placar, mas não conseguiram segurar os atuais bicampeões europeus.

Diante de um adversário bem mais modesto, a Hungria atropelou a Lituânia por 4 a 0. O veteraníssimo Gabor Kiraly entrou no intervalo e praticamente não tocou na bola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário