Repercussões: Wigan + Preview: Rotherham


Na última sexta-feira, o Fulham recebeu o Wigan em Craven Cottage e, mesmo estando a frente do placar duas vezes, não conseguiu garantir os três pontos, além de não ter conseguido se distanciar ainda mais da zona do descenso.

Apesar dos dois belos gols marcados pelos londrinos, Kit Symons mostrou-se um pouco de desapontamento com o resultado final: "Nós podíamos ter envolvido o jogo e poderíamos ter dormido muito melhor esta noite se nós tivéssemos feito isso. Não era pra ser e é outro ponto em direção à segurança, o que é de primordial importância para este clube". 

"Foi frustrante conceder dois gols, mas no começo do jogo nós defendemos bem e parecemos sólidos. Nós tivemos um pouco de posse de bola, o que pode acontecer, então não foi excessivamente ruim, pela nossa forma foi boa e nós limitamos eles em muitas oportunidades. Eu não me lembro do Marcus [Bettinelli] fazendo defesas, mas ceder dois gols de empates é algo que nós precisamos melhorar".



Os dois técnicos apreensivos durante o jogo
Mesmo com a situação arriscada na tabela, Symons ressaltou que o Fulham ainda depende de si para manter-se na Championship e comentou sobre a melhora da equipe nas últimas duas partidas: "Nos últimos dois jogos nós parecemos sólidos. Isto pode não ser fácil de um ponto de vista, mas para ser honesto eu não me importo muito com isso no momento. É uma negociação de resultado e nós tivemos o resultado esta noite. Não foi o ideal, mas poderia ter sido pior".

"Nós tivemos boas oportunidades, mas precisamos ser mais precisos e, se nós tivéssemos sido, nós teríamos marcado em pelo menos uma dessas chances", disse Kit, que completou afirmando que entende que a situação da equipe atrapalhe na precisão da equipe. "Mas é compreensivo com a situação que estamos; os jogadores estão desesperados para ter certeza o suficiente para nos manter nesta divisão, então eu entendo a ansiedade deles".


Fulham e Rotherham United se enfrentam nesta quarta (15)
Como "águas passadas não movem moinhos", a ideia agora é olhar pra frente e enfrentar os quatro jogos que faltam para o fim da temporada e tentar salvá-la ficando na segunda divisão. O próximo desafio também é contra um adversário direto: o Rotherham. O jogo será também em Craven Cottage, nesta quarta (15), às 16h.

FULHAM

A partida desta quarta é de extrema importância para os cottagers. Uma derrota diante do Rotherham pode deixar o time na beira da zona do descenso, podendo ficar a até três pontos da zona de rebaixamento, na pior das hipóteses. A vitória porém, pode deixar a distância em até nove pontos e restarão apenas mais três rodadas.

Os desfalques da equipe são os já habituais Lasse Vigen Christensen e George Williams. Jazz Richards, que foi especulado essa semana para voltar ao Swansea, ainda é dúvida, assim como Danny Guthrie e Nikolay Bodurov, que serão avaliados antes do jogo.

Ross McCormack, que fez seu 15º gol na partida na temporada contra Wigan, tem uma pequena contusão no joelho, mas provavelmente estará em campo.

ROTHERHAM

A equipe do Rotherham United, que vinha de dois acessos consecutivos, está sofrendo para manter-se na segunda divisão este ano. Caso perca em Londres, a diferença para o descenso pode ficar para um ponto, graças à vitória do Millwall sobre o Wigan na terça.

O treinador Steve Evans pode contar novamente com o meio-campista Craig Morgan, que estava fora por suspensão. Porém, não contará com o atacante Danny Ward, que vem de contusão no joelho e no pé.

RETROSPECTO

Burn fez o gol salvador no primeiro turno
Na última partida, válida pelo primeiro turno o resultado foi o empate cheio de gols por 3 a 3, graças a um gol de cabeça de Dan Burn já nos acréscimos. No geral, os cottagers levam vantagem com 14 vitórias, nove derrotas e 12 empates.

Nenhum comentário:

Postar um comentário