Há cinco anos, o Fulham fazia história


Chegar a uma final europeia para um clube como o Fulham não é sempre que acontece. Por isso, em 2010, todos os jogos do mata-mata da Liga Europa lotaram o acanhado estádio Craven Cottage, e os fãs viram um time com garra, vontade e, além de tudo, muita qualidade, que bateu Shakhtar, Juventus, Wolfsburg e Hamburgo para disputar a grande final contra o Atlético de Madrid. E que perdeu a decisão com um gol impedido e outro já perto do fim da prorrogação.

Nesta quarta, dia 29 de abril, os fãs lembraram exatos cinco anos da partida de volta das semifinais daquela Liga Europa, contra o Hamburgo. Depois de empatar sem gols na Alemanha, os londrinos se viram em maus lençóis ao ir para o intervalo em desvantagem de 1 a 0 - gol de Mladen Petric, que atuaria no Fulham dois anos mais tarde.


Roy Hodgson mandou a campo o time mais forte possível, com Schwarzer, Pantsil, Hughes, Hangeland, Konchesky, Etuhu, Murphy, Davies, Duff, Gera e Zamora. O jogo estava muito equilibrado, mas, aos 24 minutos, começou a grande virada. Murphy lançou Davies, que se livrou da zaga, invadiu a área e tocou na saída do goleiro para empatar.

Aos 30, o momento mágico: Davies, já deslocado para a lateral, em busca de um time ainda mais ofensivo, cobrou escanteio, Etuhu ajeitou e Gera, de canhota, chutou forte, para explodir Craven Cottage em êxtase. E, quando van Nistelrooy chutou para fora a última chance dos alemães, já nos acréscimos, a festa foi completa.



Era a primeira final europeia do centenário clube londrino. Infelizmente, os anos seguintes não lembraram nem de perto aquela conquista. Resta esperar que aqueles tempos voltem.




www.soccerhighlights.org Fulham Vs Hamburg 29... por soccerfan80 Fotos: The End Line e BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário