Repercussões: Fulham 0-5 Watford


Não foi nada fácil para os jogadores e para Kit Symons encararem uma derrota de 5 a 0, em casa, diante de um adversário que vinha de quatro derrotas seguidas. A humilhação frente ao Watford rendeu muitas desculpas pelos lados de Craven Cottage, graças a um resultado que ajudou a deixar os fãs ainda mais descrentes em uma possível arrancada rumo aos playoffs de acesso.

"Temos de dar os créditos ao Watford, mas começamos muito mal. Eu não tenho argumentos sobre isso. Com dez homens, com boa parte do jogo para jogar, ficou muito difícil. Mas não tínhamos ido bem até então", admitiu Symons. O manager ainda revelou que a conversa no vestiário, com 3 a 0 e um homem a menos, foi em tom de amor à camisa, buscando honrar a camisa dos Whites.

"Precisamos aprender com a derrota. Há um monte de trabalho e uma série de melhorias ainda a serem feitas. Foi uma derrota pesada, mas acho que mostramos algum orgulho no segundo tempo", finalizou.

Expulsão de Bettinelli deixou as coisas ainda mais difíceis
Para os jogadores, o mesmo sentimento de humilhação com o duro placar. Pelo Twitter, o goleiro Marcus Bettinelli, expulso no primeiro tempo quando o placar ainda apontava 1 a 0, desculpou-se: "Absolutamente frustrado. Desculpas a todos os garotos e torcedores".

O lateral-direito Jack Grimmer, fazendo sua segunda partida pelos Whites, seguiu a mesma linha de Symons. "Não foi só uma derrota, foi uma situação muito difícil de encarar. Especialmente por ser em casa", afirmou, antes de prosseguir: "Ficou tudo mais difícil após a expulsão, mas não podemos culpar Marcus. Todos fomos mal, todos precisamos melhorar".

O zagueiro Dan Burn classificou a partida como "terrível desde o primeiro minuto". E admitiu um certo relaxamento no começo do confronto: "Não entramos em campo. Foi muito decepcionante. Não sei porque começamos tão devagar". O defensor confirmou ainda que os atletas devem olhar com atenção para a fita do jogo antes de ir a Leeds, no próximo sábado. "Será difícil, mas não podemos ficar com pena de nós mesmos. Não há tempo para isso".

Foto: Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário