O Fulham congelou contra o Brighton


Enfrentar o vice-lanterna, em casa, seria uma ótima maneira de voltar ao caminho das vitórias e, por pontos, alcançar o décimo lugar na tabela da Championship. Seria. Com uma atuação patética, o
Fulham levou 2 a 0 do Brighton, numa gélida noite em Londres, caiu pro 17º posto e fechou 2014 com a incrível estatística de ter perdido metade dos jogos disputados: 25 em 50.

Contra o Brighton, Kit Symons fez duas alterações em relação às últimas rodadas. Deixou Lasse Christensen e Bryan Ruiz fora até do banco, com George Williams e Emerson Hyndman em campo. Comenta-se, inclusive, que o costarriquenho não voltará a vestir a camisa cottager, prestes a ser negociado. Já o dinamarquês teria sofrido uma lesão em Bournemouth.

O primeiro tempo foi sofrível de ambas as partes, justificando as campanhas inconstantes dos dois times. Para se ter uma ideia, os Seagulls tinham, até esta segunda, apenas um triunfo fora de casa na Champ. Na verdade, foi o Brighton quem teve as poucas boas chances na etapa inicial. Colunga foi parado apenas por Marcus Bettinelli, enquanto o goleiro novamente mostrou agilidade para negar uma chance clara de Mackail-Smith.

Gol de Colunga veio no oitavo pênalti cedido pelo Fulham na temporada

No segundo tempo, os visitantes foram ainda mais incisivos. Bettinelli foi herói ao salvar uma tentativa de Elliott Bennett, mas pouco pode fazer depois que Kostas Stafylidis derrubou Smith na área. Pênalti convertido por Colunga: 1 a 0 aos 15 minutos. O Fulham só conseguiu levar perigo mesmo aos 26, quando Sean Kavanagh arriscou de fora da área e Stockdale espalmou.

Pouco depois, foi a vez de Hugo Rodallega, que parou numa ótima defesa do ex-goleiro dos Whites. Assim como contra o Bournemouth, os Whites foram punidos com a falta de pontaria e levaram o segundo gol perto do fim. Aos 42, Teixeira fez bom lance e entregou para March fechar a conta e ampliar as vaias no Craven Cottage, 2 a 0.

Rodallega não alcança a bola. Time passou em branco nas rodadas de Natal

As duas derrotas no período natalino derrubaram o time de Symons para o 17º lugar, ainda com 28 pontos, agora cinco acima da zona de rebaixamento. Por fim, 2014 se revelou mesmo um ano terrível para os fãs cottagers. Em 50 jogos, foram dez vitórias, 15 empates e 25 derrotas, um rebaixamento e uma campanha nada estável na atual Championship. Quem sabe o histórico melhore a partir do próximo sábado, com um novo ano, e uma nova competição: a Copa da Inglaterra, contra os Wolves, novamente em Londres.

Fulham: Bettinelli; Grimmer, Bodurov, Hutchinson e Stafylidis (Roberts); Parker, Hyndman (Kavanagh), Fofana e Williams (Woodrow); Rodallega e McCormack.
Brighton: Stockdale, J. Bennett, Dunk, Halford e Calderón; Holla, Ince, Colunga, E. Bennett (O'Grady) e Teixeira (Hughes); Mackail-Smith (March).


Fotos: Get West London e Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário