Ruiz marca no fim e garante empate fora de casa


Pela segunda vez seguida fora de casa, o Fulham arrancou um suado empate por 3 a 3, desta vez contra o Wigan. Os jogadores mostraram poder de reação no primeiro jogo com o comando oficial de Kit Symons. Com o resultado, o time manteve o 20º lugar, agora com 15 pontos - dois acima da zona de rebaixamento. Nas próximas duas rodadas, os Whites terão jogos em casa, contra Blackpool e Huddersfield, times com campanhas bem irregulares, em Londres, para se afastar dos últimos lugares.

Symons teve dois problemas de última hora para a escalação. Os laterais Tim Hoogland e Sean Kavanagh acabaram vetados já no vestiário, o que fez o técnico escalar Elsad Zverotic na direita e Kostas Stafylidis na esquerda, com George Williams no meio, ao lado de Bryan Ruiz.

O jogo logo no começo deu esperanças de ser bem movimentado. Logo aos nove minutos, Stafylidis fez pênalti em Callum MacManaman e Adam Forshaw não desperdiçou a chance: 1 a 0 para o Wigan no DW Stadium. Nos dez minutos seguintes, o time dos Latics manteve a posse de bola, mas sem conseguir chances claras de gol. A partir dos 20 minutos, o Fulham mostrou que queria mudar a sorte e com chutes, ainda que não tão perigosos, de Ross McCormack, tentou ir ao ataque. Ainda havia algumas aparições de Bryan Ruiz e Hugo Rodallega.

Christensen (D) marcou de novo na Champ
Mas, aos 30, os ataques surtiram efeito. Lasse Christensen recebeu belo lançamento de Scott Parker, ganhou na corrida do zagueiro do Wigan e estufou as redes do goleiro Scott Carson. Não demorou muito, seis minutos para ser exato, para mais um. McCormack recebeu bola de Christensen na ponta esquerda e fez um cruzamento/chute ao gol, o qual Bryan Ruiz estava atento e só desviou a bola de barriga para dentro. 2 a 1 para o Fulham. Os donos da casa ainda tentaram pressionar no fim do primeiro tempo, mas sem sucesso.

No começo da etapa final, os Latics foram pra cima com duas chances de Don Cowle, uma em chute bloqueado na entrada da área e em uma cabeçada que foi pra fora. Até que, aos nove, não teve jeito. Roger Espinoza ajeitou a bola com a coxa e acertou chute de fora da área batendo o goleiro Marcus Bettinelli para empatar o jogo em 2 a 2.

Ruiz foi decisivo no empate
O duelo ficou mais corrido, e tanto o Wigan, com MacManaman, quanto o Fulham, com McCormack, tiveram boas chances desperdiçadas. Até que, aos 32 minutos, McCormack levou o segundo amarelo por reclamação com James McClean (o primeiro foi dado cinco minutos antes por falta dura de ataque) e acabou expulso. O desfalque incentivou o Wigan, e aos 37 Shaun Maloney aproveitou bola sobrando e acertou chute do centro da área para virar novamente o placar, desta vez a favor dos mandantes.

Mesmo com a expulsão de Leon Barnett, aos 40 minutos, parecia que os Cottagers estavam fardados à derrota. Então, aos 43, Ivan Ramis deu um carrinho criminoso em Rodallega por trás, ganhou cartão vermelho direto e concedeu pênalti aos londrinos. Ruiz, como um dos líderes da equipe, aguentou a pressão e mandou a bola para o fundo das redes para decretar o emocionante 3 a 3.

Com o empate, os Cottagers mantém distância de três pontos da zona de rebaixamento, além da seqüência de três jogos sem derrota pela Championship. Na próxima quarta, encaram o lanterna Blackpool, que estreou nesta rodada o ex-Cottager Lee Clark como técnico.

Wigan: Carson; Tavernier, Barnett, Kiernan e Figueroa; Forshaw, Cowie, Huws (McClean) e Espinoza (Ramis); McManaman (Maloney) e Fortuné.
Fulham: Bettinelli; Zverotic, Bodurov, Burn e Stafylidis; Parker, Christensen, G. Williams (Dembele) e Ruiz; Rodallega e McCormack.


Fotos: Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário