Nova derrota e o dia D chegou: adeus, Magath


O jornal Standard, conforme anunciamos ontem, estava correto. Em caso de derrota para o Nottingham Forest, Felix Magath não continuaria no comando do Fulham. Assim aconteceu: os Whites perderam por 5 a 3, mantiveram-se na lanterna da Championship e, no início da tarde desta quinta, Shahid Khan anunciou, através de nota oficial, a terceira demissão de técnico em um ano de sua gestão. Kit Symons, do time sub-21, assume de forma interina para o jogo contra o Blackburn, no sábado.

O trabalho de Magath durou quase que exatos sete meses. Neste período, o retrospecto se revelou lamentável: em 20 jogos oficiais, quatro vitórias, quatro empates e 12 derrotas, com 20% de aproveitamento. Neste período, foram 47 jogadores utilizados, o que mostra a falta de convicção do alemão em seu comando.

Contra o Nottingham, mais vez o manager não repetiu escalação. Na verdade, "inovou": usou quatro zagueiros na linha defensiva, com a presença de Fernando Amorebieta, pela primeira vez na temporada, na lateral-esquerda. No ataque, a novidade foi a presença de Hugo Rodallega.

Assombalonga: hat-trick pro artilheiro da Champ
Porém, o início de jogo contra o novo líder da Championship foi catastrófico. Aos nove minutos, Assombalonga ganhou da marcação na pequena área e abriu o placar de cabeça. Aos 20, Shaun Hutchinson, uma das novidades de Magath, escalado agora na lateral-direita, cometeu pênalti que Assombalonga aproveitou para ampliar. Aos 31, Ross McCormack, um dos raros pontos de talento do atual Fulham, descontou numa bela cobrança de falta.

Após um primeiro tempo com tantos erros, Magath apostou em mudar o esquema, tirou Hutchinson e botou o meia Chris David. Deu certo: em bom lance pela esquerda, Amorebita cruzou e Rodallega se desmarcou para empatar o jogo logo a seis minutos. Pouco depois, Rodallega apareceu de novo, servindo McCormack, que dominou de direita e chutou de canhota: 3 a 2. Era o melhor momento dos Cottagers em campo, tanto que o quarto gol quase veio na sequência, mas o goleiro Darlow salvou.


Kiraly tem oito gols sofridos em dois jogos
Como quem não faz leva, o Fulham levou o empate aos 32: Nikolay Bodurov foi envolvido pelo giro de Antônio, que bateu no canto de Kiraly. Foi o momento de pane dos londrinos, que levaram a virada dois minutos mais tarde: Assombalonga subiu sozinho, cabeceou na trave e pegou a sobra para anotar 4 a 3. Perto dos acréscimos, Paterson recebeu na esquina da área, passou fácil por Dan Burn e fechou a conta em 5 a 3.

Magath não resistiu aos números. A derrota manteve os Whites na última posição da Champ, ainda sem vitórias após sete rodadas, e com só um ponto ganho. Além disso, a defesa, com 18 gols sofridos, é de longe a pior da competição. Após Martin Jol e Rene Meulensteen, o alemão é o terceiro a cair sob a gestão Khan. Interinamente, Kit Symons tenta melhorar um pouco a situação contra o Blackburn, neste sábado, em Londres.

Nottingham: Darlow; Hunt, Mancienne, Fox e Lichaj (Wilson); Osborn (Paterson), Tesche (Lascelles), Antônio, Burke e Lansbury; Assombalonga.
Fulham: Kiraly; Hutchinson (David), Bodurov, Burn e Amorebieta; Parker, Hoogland, Fotheringham (David) e Stafylidis; Rodallega e McCormack.

Nenhum comentário:

Postar um comentário