Riise é mais um a detonar Magath: "Temo pelo Fulham"


John Arne Riise ficou no Fulham entre 2011 e 2014, mas só os últimos seis meses deste período foram sob o comando do técnico Felix Magath. Foi o bastante para que o norueguês criticasse duramente o estilo do atual técnico Cottager, anda bastante pressionado pelos fãs devido ao mau início de temporada.

"Com a chegada dele (Magath), eles botaram tudo no vaso sanitário. Seus métodos são antigos. Falei com alguns jogadores após a partida contra o Derby (5 a 1 para os Rams). Depois de voltarem a Londres, Magath ordenou uma reunião em equipe às 22h30. Então, na manhã seguinte (que normalmente é dia de folga), os jogadores foram obrigados a correr por uma hora, em seguida, uma outra sessão de treinamento. Não é a maneira de conquistar os jogadores. E os métodos de treinamento são terríveis", revelou o lateral.


Aos 33 anos e sem clube desde a saída do time londrino - seu último jogo foi justamente aquele que determinou o rebaixamento do time, na goleada para o Stoke City, Riise crê que o técnico não apresenta novidades em seus trabalhos no dia-a-dia. "Todas as sessões de treino são 11 contra 11, trabalhando táticas. Interrompido a cada cinco minutos. É uma pena, mas eu temo pelo Fulham. A responsabilidade (pela fase atual) é de Magath e dos caras lá em cima (diretores). Eles sabiam exatamente o que estavam fazendo ao trazê-lo. Eu realmente gosto do Fulham, é um clube família de verdade com um grande estádio, mas com Magath todos estão jogados no sanitário".

Riise não é o primeiro a criticar o estilo do técnico após apenas seis meses de trabalhos com Magath. Em julho, o volante William Kvist falou que ninguém merece um técnico como Magath. Leia aqui.