O campeonato mudou, mas a sina de derrotas...


A volta ao estádio Craven Cottage, um time totalmente remodelado e rejuvenescido, a primeira partida em casa na batalha por retornar à elite. Nenhum desses fatores providenciou ao Fulham um bom resultado ante o Millwall, na segunda rodada da Championship. Num dos poucos ataques dos visitantes, os Lions marcaram, venceram por 1 a 0 e mantiveram os Whites zerados na disputa.

Como até agora não aconteceu, Felix Magath não repetiu o time da estreia. A principal novidade foi o meia Lasse Christensen, que fez sua estreia. No ataque, Hugo Rodallega ganhou a vaga de Ross McCormack, bastante criticado ao longo da semana por Magath devido a um suposto sobrepeso.

Parker teve atuação discreta, mais uma vez
Nada disso, porém, trouxe sorte e competência aos Cottagers. Ao fim dos 90 minutos, foram 24 conclusões a gol - o dobro do Millwall, mas nenhuma que superasse o goleiro David Forde. Aos 12, na verdade, o único tento da partida veio dos visitantes: Martyn Woolford, livre de marcação, aproveitou a bobeada da zaga e marcou em cruzamento da esquerda.

McCormack entrou no segundo tempo, mas não marcou
A posse de bola chegou 62% para os mandantes, os escanteios se acumularam (11 a 2)... mas não teve jeito. Na melhor ocasião, Forde negou o gol a Rodallega e, na sobra, o zagueiro Dunne cortou o perigo. Patrick Roberts novamente entrou na etapa final e teve suas chances, mas nem ele mudou o destino da partida.

Sem vencer um jogo de liga inglesa desde abril, contra o Norwich, os Cottagers fecharam o sábado na 21ª posição, apenas uma acima do rebaixamento. Faltam 44 rodadas, mas certamente não é o início dos sonhos para os fãs. Não há muito tempo para pensar na derrota porém: já na quarta, o time volta a campo, de novo em casa, contra o Wolverhampton.

Fulham: Joronen; Hoogland, Bodurov, Burgess e Stafylidis; Parker, Christensen (McCormack), Hyndman, Eisfeld (Roberts) e G. Williams (David); Rodallega.
Millwall: Forde; Edwards, Dunne, Beevers e Malone; Abdou (Gueye), Williams, Martin e Woolford (Bailey); McDonald e Fuller (Easter).



Fotos: Fulham FC