Atuação melhorou, mas a vitória não veio


A vitória no meio da semana sobre o Brentford teve reflexos no Fulham. O time de Felix Magath, como o técnico esperava, demonstrou mais confiança, fez seus melhores 45 minutos na temporada, mas nem isso foi o bastante para obter a primeira vitória na Championship. O segundo tempo foi ruim, o Cardiff foi pra cima e, no fim, o empate por 1 a 1 significou apenas o primeiro ponto dos Whites em cinco rodadas. O time londrino segue na zona de rebaixamento.

O goleiro Marcus Bettinelli (com Gabor Kiraly no banco), o zagueiro Dan Burn, lateral-direito Kay Voser e o meia Chris David, de boas atuações na Copa da Liga, seguiram titulares. Novidade ainda foi o meia Emerson Hyndman, titular pela primeira vez desde a estreia na Champ.

Hoogland (D) é o artilheiro dos Whites na Champ
Diferentemente dos outros jogos na segunda divisão inglesa, os Cottagers começaram ligados. E, no segundo chute a gol, abriram o placar: aos 18 minutos, Scott Parker tocou para Ross McCormack, que cruzou na cabeça de Tim Hoogland. Foi o segundo gol do alemão na liga, artilheiro do time. Na sequência quase veio o segundo, quando McCormack cobrou escanteio e a bola estourou na trave.

Nem parecia o Fulham de Felix Magath. Hyndman também teve boa chance aos 32, mas sua finalização subiu demais. Marcando em cima, e contando com os dribles e a velocidade de David, os londrinos mereciam ampliar o escore. Não aconteceu e isso foi determinante no segundo tempo.

Aos sete minutos, o único lance de perigo dos Whites na etapa final. Em dois momentos, Parker bateu e Marshall pegou; na sobra, Cauley Woodrow isolou. Aos poucos, os galeses foram avançando sua marcação e tomando conta do confronto. Até empatarem, aos nove. Daehli tabelou com Jones, e o atacante saiu na cara de Bettinelli para igualar tudo.

Jones (D) empatou no segundo tempo
O Fulham não conseguiu mais impor seu jogo, tendo muitas dificuldades para criar ocasiões de gol. A bem da verdade, diga-se, houve um pênalti pro time da casa sonegado pela arbitragem, quando Morrison agarrou McCormack na área. O ritmo do jogo foi caindo e nem as alterações de Magath melhoraram a equipe. Moussa Dembele e Thomas Eisfeld, na verdade, mais atrapalharam do que ajudaram. Assim, o jogo do primeiro ponto pós-rebaixamento terminou com vaias.

O ponto fez o time, ao menos, sair da lanterna, pulando pro 23º lugar. Devido à data FIFA da próxima semana, o Fulham só joga agora no próximo dia 13, na casa do Reading. Logo em seguida, no dia 16, a visita será ao atual líder Nottingham.

Fulham: Bettinelli; Voser, Bodurov, Burn e Stafylidis; Parker (Eisfeld), Hoogland, Hyndman  e David (Dembele); Woodrow (Chihi) e McCormack.
Cardiff: Marshall; Brayford, Morrison, Connolly e Fabio; Dikgacoi (Ralls), Whittingham, Daehli (Eikrem) e Pilkington; Le Fondre (Macheda) e Jones.


Fotos: Fulham FC

Nenhum comentário:

Postar um comentário