Jovens desencantam na despedida da Premier League


Se a campanha toda do Fulham nesta Premier League foi um verdadeiro desastre, que culminou no rebaixamento com uma rodada de antecedência, os torcedores whites tiveram, neste domingo, um pequeno vislumbre de esperança de dias melhores. Os jovens Cauley Woodrow e Chris David marcaram seus primeiros gols como profissionais e ajudaram o Fulham a arrancar um 2 a 2 contra o Crystal Palace, no Craven Cottage, no que foi a despedida Cottager da elite inglesa após 13 anos.

Como sempre, Felix Magath não repetiu a escalação (ainda bem) que havia levado uma goleada em Stoke semana passada. As novidades foram Woodrow e Elsad Zverotic, montenegrino de temporada apagada que recebeu chance na lateral-direita. No banco, novidade também para George Williams, do sub-18, pela primeira vez relacionado.

Os Cottagers chegaram a ter 71% de posse de bola na metade do primeiro tempo, mas não conseguiram traduzir isso em gols. O Palace, ao contrário, chegou lá aos 28 minutos: Ward chutou torto, mas a bola encontrou Gayle, livre, que só desviou de David Stockdale, 1 a 0. A melhor chance do time da casa foi com Fernando Amorebieta, que cabeceou para ótima defesa de Hennessey perto do fim da etapa inicial.
 
Gayle, livre, abriu o placar pros visitantes
No segundo tempo, as coisas melhoraram em termos de produção ofensiva. Askhan Dejagah foi posto em campo e, aos 15 minutos, saiu o empate. Hugo Rodallega matou no peito e encontrou Woodrow livre. O jovem de 19 anos cortou a marcação e chutou bonito, de canhota, pra marcar 1 a 1.

Apesar de melhor em campo, o Fulham levou o segundo gol aos 38. Em belíssima cobrança de falta, de novo Gayle deixou os visitantes em vantagem. Superioridade no placar que durou até os 47 minutos, quando David - que entrara no lugar do lesionado Alex Kacaniklic - arriscou de longe e, num canhotaço, acertou o ângulo do goleiro. Golaço e placar empatado ao fim dos 90 minutos.

Os Cottagers encerraram sua pior campanha em 13 anos de Premier League na 19ª posição, com 32 pontos. Foram nove vitórias, cinco empates e incríveis 24 derrotas. Mais incrível ainda foi a defesa, que levou surreais 85 gols. O ataque anotou 40 vezes. Que o futuro, nos pés de jovens como Woodrow e David, seja melhor.

Fulham: Stockdale, Zverotic (Dejagah), Heitinga, Hangeland, Amorebieta, Sidwell, Parker, Richardson (Tunnicliffe), Kacaniklic (David), Woodrow e Rodallega.
Crystal Palace: Hennessey, Mariappa, Delaney, Dann, Ward, Ledley, Jedinak (Dikgacoi), Bolasie, Ince (Puncheon), Gayle e Chamakh (Murray).

Confira os gols do jogo aqui, direto do site TV Golo.