Preview: Aston Villa- Fulham


Depois de uma dura derrota, mesmo jogando bem, diante do Everton e ver mais distante a fuga do rebaixamento, o Fulham volta a campo neste sábado, às 11h, para enfrentar o Aston Villa, no Villa Park.

FULHAM

A distância para o West Bromwich, primeiro time fora da zona do rebaixamento, está em cinco pontos. Porém, se todos times próximos à zona já tivessem com 32 jogos disputados, a situação poderia estar pior: isso porque West Brom e Crystal Palace têm um jogo a menos que os Whites, enquanto Sunderland tem dois a menos. Numa combinação hipotética que as equipes ganhassem seus jogos restantes, a diferença para a 17ª colocação ficaria em oito pontos.


Esta matemática serve apenas para dizer uma coisa: Está na hora de vencer (aliás, já até passou da hora). Nesse momento, o mais importante é conseguir os três pontos por partida e conseguir uma, ainda que difícil, arrancada para garantir vaga na Premier League 2014/2015.

Para o jogo contra o Aston Villa, Felix Magath tem boas notícias para reforçar a defesa: Scott Parker e Fernando Amorebieta podem estar em campo. Parker está recuperado de uma lesão no joelho que o afastou por um mês dos gramados, enquanto Amorebieta cumpriu seu jogo de suspensão depois da expulsão no jogo contra o Manchester City.

Bent atuando pelo Villa
Contudo, o ataque está desfalcado. Darren Bent, que não tem sido muito aproveitado pelo treinador, não poderá jogar por ter vínculo junto ao Aston Villa e o contrato o impossibilita de jogar. Além de Bent, Kostas Mitroglou, que ainda não fez uma partida inteira, continua fora da equipe por dores no joelho (ou arrependimento de ter se transferido).


ASTON VILLA

Já o Villa, desfruta de uma "confortável" 12ª colocação, a oito pontos da zona da degola. A campanha do time de Birmingham é cheia de altos e baixos. A equipe conseguiu resultados como vencer o Chelsea e ser goleado pelo Stoke City.


Neste confronto, o técnico Paul Lambert poderá ter a volta de Christian Benteke. O artilheiro ficou fora por seis meses por causa de uma ruptura no tendão de Aquiles. Gabriel Agbonlahor, outro importante jogador da equipe, tenta estar apto fisicamente para poder estar em campo, depois de estar doente. Nathan Baker que estava com dores no pé, tem possibilidades de voltar ao time.

Porém, é certo que Lambert não poderá contar Karim El Ahmadi, com um estiramento na coxa, e com Gary Gardner, com contusões no pé.

RETROSPECTO

O retrospecto entre as equipes é bem acirrado: em 60 partidas, ligeira vantagem para o Fulham: são 20 vitórias, uma a mais que o Aston Villa, além de 21 empates. Na última partida, realizada no começo de dezembro do ano passado, o Fulham teve uma bela apresentação no comando de Rene Meulensteen e venceu com gols de Dimitar Berbatov e Steven Sidwell (relembre aqui).