Repercussões: Manchester City 5-0 Fulham


Conforme vimos no post anterior, no último sábado o Fulham foi goleado pelo Manchester City, no Etihad Stadium, em jogo válido pela Premier League. Agora é a hora de sabermos como foram as repercussões do jogo, na opinião do técnico Felix Magath.

O manager do Fulham se mostrou desapontado com o time, e como não poderia deixar de ser, com os pênaltis cometidos pelo zagueiro Amorebieta. "Houve contato, com certeza, mas eu acho que foi o momento em que perdemos o controle do jogo", disse Magath. "Para mim não foi pênalti, mas a decisão do árbitro foi esta. Até este ponto, eu acho que nós fizemos muito bem".

"Viemos aqui depois de ter ganho na semana passada e nós olhamos para a frente para um bom resultado. Acho que perdemos a confiança após a penalidade e após a segunda penalidade não jogamos mais".

O segundo pênalti foi claro, após Amorebieta dar uma imprudente entrada em David Silva, recebendo o segundo cartão amarelo e sendo expulso posteriormente. Yaya Toure marcou o seu segundo dos três que anotou naquela tarde em Manchester, e transformou numa tarefa árdua uma reação do Fulham com dez jogadores em campo. Mais além, os gols de Fernandinho e Martin Demichelis fecharam a goleada no Etihad Stadium.

Mas Magath estava desapontado com o que viu do seu time após a expulsão de Amorebieta. "Eu não estou feliz com a forma como sofremos o segundo gol, porque, com certeza, foi um momento ruim para nós, eles fizeram o segundo gol e perdemos um jogador, mas isso não é motivo para parar de jogar. Eu acho que temos que jogar 90 minutos, seja com 10 ou 11 jogadores, não importa a situação do jogo".

"Eu disse na semana passada que temos de ganhar os nossos jogos em casa e isso é importante para nós, para que possamos olhar para a frente na próxima semana [contra o Everton]. Temos que falar sobre a situação de que nós não lutamos até o final do jogo, o que não é correto, especialmente para os nossos torcedores".
"Eles [os torcedores] vieram para Manchester nos apoiar, querendo ver o time ganhar ou fazer um bom jogo, e por isso temos de lutar durante os 90 minutos, não só por 60 minutos."

Opinião do Blog: a derrota para o Manchester City já era esperada, talvez não da forma como foi, mas em um ponto Magath tem razão: o time tem que lutar os 90 minutos para conseguir um bom resultado nos próximos duelos, independentemente do adversário. Ainda há esperança de permanecer na Premier League, mas se algo não mudar no time, jogaremos a Championship na próxima temporada.