Fulham sofre, mas volta e vencer e segue vivo


Não foi nada fácil, como era de se esperar, mas a vitória enfim voltou a aparecer pelos lados de Craven Cottage. O time de Feliz Magath contou com um solitário e decisivo gol de Askhkan Dejagah pra vencer o Newcastle por 1 a 0 e manter viva a esperança de escapar do rebaixamento. Porém, a equipe segue na lanterna, agora com 24 pontos, a quatro de sair do inferno.

Magath, que conquistou seu primeiro triunfo pelos Whites, surpreendeu, de novo, na escalação. Nada de repetir o time que deu vexame em Cardiff na última semana. Especialmente na defesa, tão criticada ao longo da temporada, as mudanças vieram em quase todas as posições: David Stockdale assumiu o gol, John Heitinga a lateral-direita e Fernando Amorebieta a zaga pela esquerda. Na frente, Kostas Mitroglou sequer figurou no banco.

Hangeland (C) em ação: jogo foi muito disputado
Mesmo precisando do resultado, faltou inspiração para os meias Lewis Holtby e Alex Kacaniklic no primeiro tempo. Tanto que os Cottagers chegaram apenas em uma oportunidade, quando Holtby chutou da entrada da área e obrigou Krul a espalmar. O Newcastle também ameaçou, mas na sua principal chance, Stockdale mostrou agilidade pra salvar conclusão de Cisse.

A etapa final começou mais animada e cedo o Fulham teve dois gols anulados. Após cruzamento de Holtby e desvio de Steve Sidwell, Pajtim Kasami até mandou pra rede, mas a arbitragem havia parado por impedimento do volante que dera a assistência. Tal situação se repetiu pouco depois. Heitinga arriscou de longe e acertou o travessão; na sobra, Cauley Woodrow, impedido, balançou a rede.

Aos 16 minutos, entrou em campo o jogador que faria a diferença: Dejagah. Sete minutos depois de substituir Kasami, o iraniano recebeu de Holtby na ponta direita, puxou pro meio e bateu forte; o goleiro Krul foi traído pelo quique da bola e não impediu o gol, 1 a 0.

Dejagah chutou de longe e deu a vitória aos Whites
Em vantagem, os Whites foram recuando aos poucos. Tanto que o time terminou com seis defensores - um deles entrou por lesão, já que Dejagah sentiu um problema muscular e deu lugar a Dan Burn aos 42. Mesmo com Krul indo pra área e pedindo um pênalti num suposto toque na mão de Heitinga, a arbitragem nada marcou e o Fulham voltou a comemorar uma vitória na Premier League, o que não ocorria desde 1º de janeiro.

Com 24 pontos, o time tem um a menos que Cardiff e Sunderland, os outros dois componentes do "Z3". O Crystal Palace, primeiro fora da zona, tem 28. No próximo sábado, os Cottagers terão um desafio e tanto pela frente: o Manchester City, no Etihad Stadium.

Fulham: Stockdale, Heitinga, Hangeland, Amorebieta, Richardson, Kvist, Sidwell, Kasami (Dejagah/Burn), Kacaniklic, Holtby e Woodrow.
Newcastle: Krul, Mbiwa, Coloccini, Williamson, Dummett, Tioré, Anita (Marveaux), Sissoko, Gouffran, de Jong (Armstrong) e Cisse (Sh. Ameobi).

Fotos: Fulham FC


Fulham 1-0 Newcastle United Highlights por all-goals