Repercussões: Fulham 2-3 Liverpool



Já sabemos que, nesta quarta-feira, o Fulham fez um grande jogo contra o Liverpool em Craven Cottage, mas acabou derrotado graças a um pênalti nos acréscimos. Agora é a hora de sabermos como foram as repercussões do jogo, na opinião do técnico René Meulensteen.

Na tradicional entrevista coletiva após o jogo, nosso manager destacou a atuação do time em campo, mas lamentou uma possível "falta de sorte" no resultado. "Nós tivemos a oportunidade de abrir a vantagem no 2 a 1, mas depois fizemos o que a maioria das equipes faz nesta situação: tentar se defender, mais do que construir. No gol de [Philippe] Coutinho foi-lhe dado muito espaço para entrar e depois, novamente, um desvio que não dava tempo de reação a Maarten [Stekelenburg]".

"O terceiro gol foi apenas um pênalti bobo, o qual não deveria ter sido feito por Sascha [Riether]. A primeira coisa que ele falou quando ele entrou no vestiário foi que não deveria ter feito isso. Quando você perde de 3 a 2, é muito difícil de aceitar, e com o esforço que os meninos tiveram eles deveriam, definitivamente, ganhar um ponto".

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16). Foto: fulhamfc.com

Foi mais uma exibição positiva do Fulham, após o empate em Old Trafford no domingo, e Meulensteen sente que a sua equipe não está longe de superar as dificuldades. "Eu acho que há definitivamente uma melhora", disse ele. "Os novos jogadores estão fazendo a diferença dentro de campo. Se tivéssemos saído com um ponto, eu estaria muito satisfeito, mas infelizmente não era para ser".

"Você tem que pensar jogo a jogo. Eu acho que a energia do time é boa, o espírito é bom e alguns jogadores foram excelentes. E precisamos disso para obter os três pontos na tabela de classificação, e construir os resultados a partir daí".

Shahid Khan assistiu ao jogo em Craven Cottage
O Liverpool chegou ao sudoeste de Londres após vencer o Arsenal por 5 a 1 em Anfield, na rodada anterior. Mas, se eles estavam esperando um resultado igual, contra o lanterna Fulham, estavam redondamente enganados. "Eu pensei que nossa tática funcionou brilhantemente no primeiro tempo, parando o ataque do Liverpool e marcando Gerrard, pulverizando todas as jogadas-chave", afirmou Meulensteen. "Eu pensei que mantivemos o resultado muito bem no primeiro tempo".

"No segundo tempo, eles fizeram algumas mudanças e avançaram a marcação, o que significa que pudemos ter mais espaços na frente. Fizemos 2 a 1 e, em seguida, foi um caso de segurar o placar... nós realmente tentamos".

"Houve um momento em que realmente sofremos pressão e eu pensei que, se conseguirmos sair disso, então nós provavelmente conseguiríamos um bom resultado, mas então, obviamente, Coutinho empatou o jogo em 2 a 2, e continuaram pressionando para fazer outro, e eles conseguiram".

Após dividida, Stekelenburg lesionou o olho e teve de ser substituído
Houve uma grande preocupação como goleiro Marteen Stekelenburg, após levar um chute no olho de forma involuntária, em dividida com o uruguaio Luis Suarez.  "Ele [Suarez] bateu com a chuteira direita em seu olho, e por isso, inchou de imediato", esclareceu o treinador. "A gravidade da lesão teremos de avaliar. Mas foi tão grande que ele não poderia continuar. Ele está bem, mas apresenta inchaço e olho roxo".

Nosso treinador também foi perguntado sobre Konstantinos Mitroglou na entrevista coletiva, após o atacante grego marcar dois gols pelo time sub-21, na vitória de 5 a 3  sobre o Aston Villa. "Estamos trabalhando duro na recuperação dele, para colocá-lo na forma física ideal. É por isso que pensei que seria uma boa para ele jogar alguns minutos pelo time sub-21. Foi uma decisão de última hora, mas funcionou bem para ele."

Fotos: Fulham FC