Reação e vitória: Fulham garantido na terceira fase da Copa da Liga


O primeiro tempo foi sofrível. Digno de time que luta para não cair na Premier League. A etapa final teve emoção, efetividade e muito sofrimento. Assim foi a vitória de 2 a1 do Fulham sobre o Everton, nesta terça, em Londres, resultado que garantiu os Cottagers na terceira fase da Copa da Liga Inglesa.

Em relação ao time derrotado pelo Chelsea no último sábado, Martin Jol promoveu seis alterações no onze titular. Destaque para a estreia do lateral Zverotic, na direita. Na frente, Berbatov retornou de lesão e se mostrou muito útil no triunfo.

Mas os primeiros 45 minutos foram lamentáveis. Sem inspiração, o Fulham viu os Toffees abrirem o placar logo aos 12, num gol de Naismith - o atacante se enfiou entre os zagueiros, recebeu livre e só desviou de Stockdale. O goleiro Robles não teve trabalho e as vaias foram justas para o time de Jol, que não ganhava em casa desde abril.

Parker (E): segurança na marcação do meio-campo
Se a etapa inicial foi péssima, o segundo tempo começou com os Whites mostrando que as coisas seriam diferentes. Aos quatro minutos, Kacaniklic exigiu de Robles muito reflexo para espalmar um chute no seu canto direito. E, aos sete minutos, o gol de empate: Parker iniciou a jogada e tocou para Taarabt; o camisa 19 dividiu com o marcador e a bola sobrou para Berbatov, na marca do pênalti, finalizar com tranquilidade e igualar o escore. Foi o primeiro gol do búlgaro na temporada.

Berba anotou seu primeiro gol em 2013/14
Sete minutos mais tarde, o camisa 9 quase virou, mas seu chute acabou saindo torto. Aos 20 minutos, Martin Jol botou em campo o atacante que daria a vitória ao Fulham: Darren Bent. E, logo em seu primeiro lance, oportunismo para virar o jogo. Karagounis cobrou falta rasteira para o centroavante, que dominou e bateu de canhota, entre as pernas do goleiro: 2 a 1.

Depois disso, praticamente só deu Everton. Na pressão, os visitantes criaram duas ótimas chances com Coleman. Na primeira, a bola tirou tinta da trave. Na segunda, Stockdale praticou um milagre ao defender com o pé uma bola que estava quase sobre a linha de gol. Mesmo assim, a noite não era do Everton. Era do Fulham, que reencontrou o caminho das vitórias e avançou na Copa da Liga. E vai embalado para seu próximo jogo na Premier League, no sábado, de novo em casa, contra o Cardiff.

Fulham: Stockdale, Zverotic, Senderos, Hangeland, Riise (Amorebieta), Parker, Karagounis, Kacaniklic, Taarabt (Bent), Kasami e Berbatov.
Everton: Robles, Oviedo, Heitinga (Barry), Distin, Stones, Gibson (Jagielka), McCarthy, Coleman, Deulofeu, Naismith (Mirallas) e Lukaku.

Fotos: Fulham FC


فولهام 2 : 1 ايفرتون por kooralive