Repercussões: Swansea 0-3 Fulham

Martin Jol cumprimenta o técnico do Swansea, Michael Laudrup
Já sabemos que, no ultimo compromisso da temporada 2012/2013, o Fulham foi até o País de Gales e venceu o Swansea pelo placar de 3 a 0. Agora é a hora de sabermos como foram as repercussões do jogo, na opinião do técnico Martin Jol.

Na tradicional entrevista coletiva após o jogo, nosso manager fez muitos elogios a atuação do time, que conseguiu uma boa vitória após cinco jogos.

"Foi exatamente o que precisávamos, pois, na Premier League Inglesa, a cada temporada é a mesma coisa. Nos últimos quatro ou cinco jogos, você pode estar no top 10, mas pode cair para 16º ou 17º dependendo dos resultados", disse Jol após o jogo no Liberty Stadium.

"Hoje, este resultado nos leva ao 12 º lugar, por isso estou satisfeito. Se você viu a nossa temporada, tivemos um bom primeiro turno, mas tivemos algumas atuações um pouco inconsistentes novamente, por sete ou oito jogos, apesar de terem sido contra alguns times fantásticos: Everton (fora), Newcastle (fora), Arsenal, Chelsea e Liverpool em casa".

"Para vencer o Swansea - que é um time de futebol fantástico - agora eu percebo que a diferença entre eles e nós é provavelmente foi a nossa derrota em casa contra eles, porque eu acho que eles foram a melhor equipe", admitiu Martin Jol.

"Assim, devem estar em 46 [pontos] ou em 43, eles são fantásticos e nós provavelmente não fomos um time tão fantástico este ano. Mas essa é a Premier League - tudo é tão equilibrado, que até o Norwich, do meu amigo Chris Hughton, venceu o Manchester City".

Jol fez três alterações no time para a viagem ao País de Gales - na mais significativa delas Emmanuel Frimpong formou a dupla de volantes, ao lado do grego Giorgos Karagounis. Uma aposta que evidentemente funcionou.

"Você viu que jogamos dois jogadores diferentes meio-campo defensivo, porque ao longo dos últimos dois meses perdemos nossa sequência no meio-campo, por causa de jogadores ofensivos", explicou. "Nós tínhamos a bola, mas eles conseguiam superar nossa defesa e marcar gols, é isso que Swansea fez em Craven Cottage, por exemplo".

"Hoje decidi fazê-lo de maneira diferente, com dois volantes à frente da defesa, tentamos atingi-los no contra-ataque. Normalmente, talvez não desse certo, mas hoje valeu a pena".

"Eu sinto que, no primeiro tempo, eles não foram tão bem e poderíamos ter marcado no terceiro minuto com Bryan Ruiz. Também poderíamos ter feito o gol naquela bola na trave [chute de Kacaniklic]. Mas no segundo tempo, foram pressurização nós e não poderia sair de nosso meio. É uma equipe muito boa, eles tiveram uma temporada fantástica e terminou com mais três pontos do que nós, por isso que lhe diz tudo".

"Eu não acho que isso vai acontecer muito frequente, que uma equipe venha aqui para Swansea e marque três gols para vencê-los por 3 a 0. Foi, como se diz na Inglaterra, muito quente e frio nesta temporada. Mas, mesmo assim, nós terminamos com três pontos a menos do que o Swansea, que são fantásticos, assim eu posso viver com isso".

As atenções agora se voltam para a temporada 2013/14, na qual Martin Jol tem como alvo novos progressos na SW6.

"Eu sou ambicioso, como o Fulham também é, para estar entre os seis, sete primeiros, oito primeiros", disse ele. "Quando eu cheguei aqui, tínhamos um time fantástico e terminamos a temporada com 52 pontos. Veja onde o Swansea está agora, eles têm 46 pontos - nós fizemos 52 na temporada passada".

"Portanto, esta temporada não foi algo que queremos repetir, mas precisamos de novos jogadores, precisamos de jogadores ambiciosos, e é isso que eu quero. Se oito ou nove jogadores nos deixarem, então vamos precisar de cinco ou seis jogadores".

"O mais importante é que nós temos que construir uma nova equipe, porque temos uma grande quantidade de jogadores emprestados. Eu costumava ter oito jogadores no meio-campo [nesta temporada] e isso é muito para um time da Premier League".


Opinião do blog: após cinco jogos sem vencer e uma campanha fraca, encerrar a temporada com uma goleada foi um grande resultado. A reformulação do elenco para a próxima temporada é algo inevitável, mas esperamos que o clube invista em contratações que deem o retorno dentro de campo.

Agradecimentos:

Mais uma temporada que se encerra, mais um ano de blog que se aproxima e nós estamos aqui, procurando sempre trazer o melhor do Fulham para o Brasil. Agradeço primeiramente à equipe do blog (Boby, Hermes e Matheus) e nossos colaboradores dos grupos Fulham Brasil e Futebol Inglês, além dos nossos leitores, blogs parceiros e todos que nos seguem através das redes sociais. Muito obrigado a todos e continuem ligados conosco!

COME ON YOU WHITES!