Repercussões: Fulham 1-3 Liverpool


Já sabemos que no domingo passado, o Fulham sofreu com mais uma derrota em casa, desta vez para o Liverpool. Agora é a hora de sabermos como foram as repercussões do jogo, na opinião do técnico Martin Jol.

Na tradicional entrevista coletiva após o jogo, nosso manager tentou, de alguma forma, justificar o resultado e a má fase do time nesta reta final de Premier League.

"Ficamos muito feliz de estarmos nos 40 pontos, mas não fomos capazes de obter melhores resultados, para chegarmos 46 ou 47", disse Jol.

"Se você olhar para o nosso esforço no jogo contra o Chelsea, Arsenal e até mesmo hoje, não há nada de errado com a atuação, aplicação ou mentalidade, mas quando temos necessidade de mudar o esquema de jogo para marcar, nós parecemos um pouco vulneráveis​​".

Devido as saídas de alguns jogadores importantes, o Fulham foi forçado a buscar reforços no mercado de transferências, e Jol previu mais renda e despesas, quando a janela de transferências de verão (na Europa) se abrir novamente.

"Precisamos de quatro, cinco ou seis jogadores, mas isso é normal em qualquer clube, precisamos fortalecer o elenco".

"O nosso retrospecto em casa sempre foi bom na temporada passada. Onde poderíamos marcar os gols, a partir do nada, tínhamos Clint Dempsey para decidir os jogos. Com Dimitar Berbatov, ganhamos alguém que pudesse marcar gols, mas perdemos jogadores em outras áreas".

"Na temporada passada, fizemos uma grande campanha. Nós jogamos futebol fantástico, especialmente depois do Natal. Mas tínhamos que começar de novo. Então, temos que contar nossas bênçãos que tínhamos 40 pontos no início de abril".

Opinião do blog: com a vitória do Arsenal sobre o Wigan, que culminou no rebaixamento dos Latics, o Fulham está matematicamente livre da queda. Agora é cumprir tabela contra o Swansea e planejar a próxima temporada.


COME ON YOU WHITES!