Em atuação burocrática, Fulham perde mais uma

Pienaar (D) chutou e Senderos (C) e Schwarzer (E) não impediram o gol

Se você viu o ataque do Fulham em campo neste sábado, diante do Everton, por favor, nos avise. Mesmo perdendo, o time não atacou, não ameaçou e deixou Tim Howard como mero expectador do confronto. Assim foi a derrota para os Toffees por 1 a 0, que significou a quinta rodada sem vencer e o terceiro revés consecutivo.

Martin Jol voltou a escalar Manolev e Richardson nas laterais. Novidade foi a volta de Kacaniklic aos titulares, no lugar de Duff. Na frente, isolados, Ruiz e Berbatov.
Jelavic contra Karagounis
Logo aos três minutos, o Everton mostrou que vinha disposto a atacar. No reflexo, Schwarzer salvou finalização de Fellaini, que cabeceou após escanteio. Pouco depois, aos 15, o gol do jogo. Osman e Coleman tabelaram, a bola foi cruzada para Pienaar chegar batendo e abrir o placar.

Aos 30, mais uma notícia ruim para o torcedor cottager: Berbatov sentiu uma fisgada e foi substituído por Petric. Se o ataque já estava enfraquecido, só piorou. O Fulham conseguiu apenas uma conclusão no gol de Howard.

No segundo tempo, nada mudou. O placar adverso não fez os visitantes saírem mais para o jogo. Ao contrário: foi o Everton quem continuou mandando e ameaçando Schwarzer. O goleiro australiano fez milagre aos 31 minutos, num chute à queima-roupa de Mirallas. Aos 39, Fellaini perdeu um gol incrível, sem goleiro, após cruzamento da esquerda.

No fim, o Aussie ainda fez mais uma defesa, cara a cara com Barkley. A partida acabou com o Fulham tendo acertado apenas uma conclusão no gol mesmo. O Everton teve 17 chutes - nove no gol. Com estes números, a vitória dos locais não surpreendeu. Os cottagers estão no 11° lugar, com 40 pontos. O Fulham entra em campo nesta EPL ainda contra Reading (dia 4) e Liverpool (dia 12), em Londres, e fecha contra o Swansea, fora, dia 19.

Everton: Howard, Osman, Jagielka, Distin, Baines, Fellaini, Coleman, Mirallas, Pienaar, Jelavic (Barkley) e Anichebe.
Fulham: Schwarzer, Manolev, Senderos, Hangeland, Richardson (Duff), Karagounis (Rodallega), Emanuelson, Enoh, Kacaniklic, Ruiz e Berbatov (Petric).