Com gol nos acréscimos, Fulham perde para o Newcastle

Cisse foi esquecido na área aos 47 do segundo tempo
Faltaram apenas três minutos. Aos 47 do segundo tempo, a marcação do Fulham deu bobeira e deixou Cisse sem marcação, na marca do pênalti, e o camisa 9 marcou o gol da vitória do Newcastle sobre os Cottagers, no último sábado, pela 31ª rodada da Premier League. A derrota significou o fim da série invicta do time de Martin Jol, mas ainda assim, a permanência na 10ª posição.



Sem o suspenso Sidwell, Martin Jol optou por usar Manolev como primeiro marcador do meio-campo, ao lado de Enoh e Karagounis. Com um time mais defensivo, o Fulham pouco atacou.

Tão pouco atacou que, no primeiro tempo, teve apenas uma ocasião de gol. Berbatov, em jogada individual, mandou de três dedos por cima da meta de Krul.
Depois disso, o Newcastle tomou conta do meio-campo e passou a preocupar mais o goleiro Schwarzer. Quem criou duas jogadas de perigo foi Cisse, mas a pontaria do atacante, ao menos na etapa inicial, foi falha.
Enoh (E) e Riise contra Marveaux (C)
Para o segundo tempo, Jol foi forçado a tirar Enoh, lesionado, e colocar Frimpong. Ainda recuado, o Fulham escapou por pouco de levar o gol aos 18: após corner, Gouffran desviou de cabeça, Riether tirou em cima da linha, a bola foi na trave e, na sobra, Cisse mandou mais uma na trave. Os Magpies pediram pênalti no lance, devido a um suposto toque no braço do lateral alemão dos Whites.

A melhor oportunidade do time visitante veio, adivinhem só, com Berbatov. O búlgaro escorou cruzamento de Riise e obrigou Krul a fazer uma linda defesa aos 22. A resposta do Newcastle veio aos 40, com Cisse dando um prenúncio do que viria no fim: o camisa 9 cabeceou forte e fez Schwarzer espalmar para escanteio.

Totalmente recuado, o Fulham não saiu do campo de defesa nos cinco minutos de acréscimos. E pagou por isso. Aos 47, bate-rebate na área, a zaga não conseguiu afastar e a bola sobrou para Cisse, livre, na marca do pênalti, desviar com categoria para definir o confronto. Ao apito final, o semblante de decepção foi notório por parte dos comandados de Martin Jol.

Mesmo com o resultado ruim, a 10ª posição foi mantida. O problema é que a distância para a zona de rebaixamento deu uma diminuída: de nove para oito pontos - o time cottager tem 39, contra 31 do Wigan. Na próxima semana, mais um duelo fora de casa aguarda. E contra um time ameaçado de queda - o Aston Villa, 16° colocado.

Newcastle: Krul, Santos (Anita), Simpson (Campbell), Taylor, M'Biwa, Cabaye, Sissoko, Marveaux, Gutierrez, Gouffran (Sh. Ameobi) e Cisse.

Fulham: Schwarzer, Riether, Senderos, Hangeland, Riise, Manolev (Rodallega), Enoh (Frimpong), Karagounis, Duff, Ruiz e Berbatov.
Confira os melhores momentos do jogo aqui, direto do site TV Golo.