Repercussões: Fulham 3-1 West Ham




Já sabemos que na quarta-feira passada, o Fulham voltou as boas atuações e venceu o West Ham em Craven Cottage, pelo placar de 3 a 1. Agora é a hora de vermos como foram as repercussões do jogo, na opinião do técnico Martin Jol.



Em entrevista coletiva após o jogo, o manager fez questão de elogiar o desempenho do time, mas também revelou uma certa preocupação com a lesão de Dimitar Berbatov.

"Às vezes você precisa de um pouco de sorte e um pouco de qualidade", disse Jol. "Eu pensei que nós estávamos indo bem no primeiro tempo, mas, em seguida, eles chegaram ao empate logo depois do intervalo. Nós não prestamos atenção na falta e eu estava muito feliz de ver o segundo gol, sendo marcado no minuto seguinte".

"Eu queria ter algum equilíbrio para os últimos 15 minutos e eu coloquei Petric, porque eu tive uma sensação estranha que nós precisamos de outro objetivo. Foi uma vitória vital".

O decisivo atacante Dimitar Berbatov saiu mancando de campo com uma lesão muscular e, embora Jol acredite que o problema não seja grave, o manager demonstrou uma certa preocupação.

"Dimitar sentiu um problema no tendão e esperamos que ele, não fique fora por muito tempo", destacou. "Certamente é uma pequena lesão. Nós vamos realizar um exame de imagem e ver o que aconteceu, mas ele pode ficar fora do jogo contra Manchester United. Se vencermos, as pessoas sempre dizem que Berbatov foi bem, se não ganharmos, é diferente. Mas ele foi bem hoje, juntamente com Hugo (Rodallega)".

Jol também citou Simon Davies, que está recuperado de sua lesão e ficou no banco pela primeira vez nesta temporada, enquanto o recém-contratado Emmanuel Frimpong também assistiu o jogo do banco de reservas.

"É muito gratificante ter a volta de Simon", afirmou Jol. "Eu pensei que seria necessário envolvê-lo esta noite. Frimpong se juntou a nós na segunda-feira e treinou apenas duas vezes com o grupo, o que não foi suficiente para avaliar a sua aptidão física e ele não havia jogado muitos jogos pelo Arsenal. Esperemos que em, no máximo, dois jogos ele possa fazer sua estréia".

Na mesma entrevista, o técnico confirmou o acordo de empréstimo do holandês Urby Emanuelson, do Milan, que no dia seguinte assinaria com os cottagers.

"É um empréstimo, não é fácil conseguir jogadores do Milan em uma transferência permanente", disse Jol. "Ele é um jogador habilidoso, de muita movimentação, rápido. Ele pode joga de meia-esquerda, lateral ou como um 'número 10'. Precisaremos de novos jogadores até o final da temporada. Queremos fortalecer o plantel".

Opinião do blog - O time cumpriu com sua obrigação ao vencer o West Ham, retomando as boas atuações, como há tempos não se via em Craven Cottage. E sobre a janela de transferências, Emanuelson foi sem dúvida o grande nome e esperamos que não só ele, como também Enoh, Frimpong e Manolev tenham sucesso neste restante de temporada do Fulham.

COME ON YOU WHITES!