Quando "frustrar a torcida" vira deja vu: 1 a 1 com Wigan

Karagounis (E) marcou outra vez, mas Fulham decepcionou... Mais uma vez
Já perdemos as contas de quantas vezes o Fulham frustrou seus torcedores durante esta temporada. O certo é que, neste sábado, aconteceu de novo: contra um adversário direto na luta contra o rebaixamento, o time de Martin Jol apenas empatou em 1 a 1 com o Wigan, em Londres, e teve uma atuação para esquecer. Com isso, manteve seis pontos acima da zona de risco, estacionando na 13ª posição com 25 pontos.

Por sinal, Jol tem uma bela parcela de responsabilidade no resultado. A escalação surpreendeu: o meia Richardson foi improvisado na lateral-esquerda; no meio, apenas Karagounis como marcador, deixando Duff, Ruiz e Kacaniklic liberados para servir os avançados Petric e Berbatov.

Em um primeiro momento, a tática ofensiva deu certo. Aos 22, Riether entregou para Karagounis, que fintou o marcador e, de longe, acertou o canto direito de Al Habsi para abrir o placar. O jogo na etapa inicial, afora o gol, foi digno de times da parte de baixo da tabela, como de fato são: passes errados e conclusões péssimas.
Segundo jogo seguido do grego marcando um gol
O segundo tempo foi diferente. O Wigan mudou sua postura e se aproveitou das brechas do meio-campo cottager para criar suas oportunidades. A primeira veio aos nove, quando Maloney, de fora da área, mandou uma bomba que Schwarzer espalmou. A pressão dos Latics foi se acentuando e o argentino Franco começou a aparecer aos 17, quando bateu rente à trave. 

Aos 26, o camisa 9 do Wigan passou fácil por Riether, cortou para o meio e, da esquina da área, disparou um tiro certeiro, com uma curva que deixou o goleiro dos whites sem reação: 1 a 1. O empate quase não se transformou em derrota por duas vezes - adivinhem com quem. Di Santo parou em Schwarzer aos 29 e aos 39. 
Di Santo (D) foi o nome do Wigan em campo
Precisando da vitória, Jol "ousou" ao colocar Baird (um volante) em campo no lugar de Duff (um meia). Mesmo assim, a última chance foi cottager: Ruiz fez jogada individual e tocou na saída do goleiro, mas Figueroa, em cima da linha, cabeceou para afastar a bola. E provocar as vaias ao fim do jogo.

Na próxima terça, o Fulham volta a campo para encarar o Blackpool, fora de casa, no replay da terceira fase da FA Cup. Caso perca, estará eliminado. Pela Premier League, no fim de semana, o adversário é o poderoso Manchester City, em Manchester.

Fulham: Schwarzer, Riether, Hughes, Hangeland, Richardson, Karagounis, Duff (Baird), Kacaniklic (Dejagah), Ruiz, Petric (Rodallega) e Berbatov.

Wigan: Al Habsi, Boyce, Caldwell, Ramis (Stam), Figueroa, Jones (Gomez), McArthur, Maloney, McArthy, Beausejour e Di Santo.

Confira os principais lances do jogo aqui, direto do site TV Golo.