Repercussões: Fulham 1-3 Sunderland

Hnageland sendo expulso: retrato que as coisas não deram muito certo

Depois de bons resultados diante do Everton e Arsenal, e há cinco jogos sem derrotas, o Fulham não conseguiu manter a boa sequência e foi batido por 3 a 1 em Craven Cottage, o que impossibilitou que os Cottagers chegassem próximo as quatro melhores times da Premier League.
No princípio do jogo, os Whites jogaram bem, pressionando e dominando a partida, segundo a imprensa inglesa. Mas isso mudou depois de um lance crítico do jogo: a expulsão de Brede Hangeland. Com o cartão vermelho, o Fulham não conseguiu manter o ímpeto, também por conta das lesões de Kacaniklic e posteriormente Bryan Ruiz.


Os jogadores estavam exaustos ao fim da partida
Mesmo com o gol de Petric, e um time bem ofensivo por estar com dez jogadores, o Fulham não teve fôlego para conseguir sorte melhor, segundo a imprensa inglesa.

Para o técnico Martin Jol, o Fulham teve condições de ter conquistado um resultado melhor em Craven Cottage, mas ressaltou a difícil tarefa de jogar com um jogador a menos: “Talvez nós devêssemos ter marcado uma ou duas vezes, mas é difícil quando nós temos um a menos”.

Jol comentou também a dificuldade de estar atrás no placar com esta situação: “Então foi decepcionante conceder o primeiro gol porque com 10 homens é difícil jogar no campo deles e tomar a iniciativa”.

“Nós tivemos que tomar a decisão entre balancear o time (repor o sistema defensivo) novamente ou ir com três atacantes (para tentar empatar) e eu tentei isso e isso nos liquidou”, comentou o manager sobre o fato de ter colocado o time para o ataque, mesmo tendo um jogador a menos.

Petric entrou e fez o gol de empate, porém de nada adiantou
Mesmo com o fato de ter um jogador a menos ter prejudicado o desempenho do time, Jol fez questão de não culpar o zagueiro Hangeland pelo resultado: “Brede é um bom garoto e ele me disse que não houve intenção. Ele foi com seu pé esquerdo tirar a bola e escorregou. Eu não acho que isso (expulsão) seja algo comum para ele”.

Sobre as contusões de Ruiz e Kacaniklic, o treinador não deu notícias muito animadoras. “Nós estamos prevendo que eles fiquem fora por pelo menos três semanas”, concluiu.


Momento da expulsão de Hangeland
Mladen Petric, autor do único dos cottagers na partida, também sentiu dores durante a partida, mas ficou em campo para não deixar o time com nove jogadores em campo.

O atacante croata falou após a partida: “Foi um jogo difícil para nós, porque começamos mal com o cartão vermelho de Brede. Então estávamos com o 1 a 0 contra e foi bom voltar e igualar o placar, mas eles fizeram o gol dois minutos após o meu gol, e isso foi uma pena”.

Para o atacante, o Fulham teve azar com as duas contusões e a expulsão: “Eu acho que temos que aprender sobre esse jogo , mas nós tivemos duas contusões, então acho que a sorte não estava do nosso lado”.

O próximo jogo do Fulham será contra o Stoke City, fora de casa, no sábado, dia 24.

Nenhum comentário:

Postar um comentário