Repercussões: Arsenal 3-3 Fulham


O Fulham conseguiu bom resultado fora de casa
Neste sábado o Fulham foi ao Emirates Stadium e fez um emocionante jogo contra o Arsenal. O jogo gerou muitas repercussões, e é o que veremos agora.



A imprensa inglesa destacou as reviravoltas no rumo da partida e a emoção que o derby proporcionou aos torcedores. Quando mais uma derrota para o rival e a permanência do tabu estavam praticamente certos, o Fulham conseguiu a virada graças a um de seus pontos positivos nessa temporada: o ataque.

Berbatov é o principal nome do ataque Cottager
Para os jornais, Dimitar Bebatov e Bryan Ruiz fizeram uma ótima partida. O ex-atacante do Manchester United tem sido vital nesta temporada, e Ruiz, após a primeira temporada de adaptação somada à séria contusão, tem feito boas partidas e dado passes importantes. E a dupla, juntamente com os outros companheiros da linha de frente do Fulham, formam hoje o segundo melhor ataque da Premier League, fato destacado pelo jornalistas.

Martin Jol também gostou do desempenho do time, em especial do ataque: “Eu fiquei muito satisfeito com a qualidade. Eles não tiveram medo. Eles foram corajosos e conseguiram ficar com a bola. Eu não me lembro de jogar aqui e criar tantas chances”.

Porém, nem tudo foram flores para o Fulham. Mesmo tendo um ótimo desempenho no ataque, a defesa não tem mantido o mesmo desempenho. A zaga tem sofrido, além de gols nos minutos finais, críticas por parte dos jornalistas e dos torcedores. E Jol tem consciência disso, e trabalha para melhorar a deficiência dos Whites: “Eu ainda sinto que você não pode conceder gols por escanteios”.

Schwarzer tornando-se herói
“Esta é minha única preocupação, como perdemos um pouco de força no nosso elenco no verão, às vezes você pode mudar jogadores para defender a última temporada, mas por outro lado, nós tivemos mais qualidade na frente”, disse Jol sobre essa nova fase do Fulham.

O zagueiro Brede Hangeland destacou a atuação heróica do goleiro Schwarzer. Após um pênalti no mínimo duvidoso no final da partida, o australiano defendeu a penalidade e garantiu um ponto no derby: “Eu acho que o 3 a 3 foi um placar descente, se considerarmos que houve um pênalti nos acréscimos do fim do jogo, mas com sorte temos um grande goleiro que salvou o nosso dia”.

O Fulham volta a campo neste domingo para enfrentar o Sunderland, em Craven Cottage.

Nenhum comentário:

Postar um comentário