Preview: Chelsea - Fulham

Hoje é dia de SW6 Derby

Nesta quarta feira, Chelsea e Fulham protagonizam o SW6 Derby ou West London Derby. Clássico londrino, que para muitos fãs cottagers, é o que desperta maior rivalidade, muito por conta da distância entre Craven Cottage e Stamford Brigde, que é de aproximadamente 3 Km.

Oficial Programme do Derby em 1970
Porém, mesmo com a rivalidade estando intimamente ligada pela história, Fulham e Chelsea estiveram em patamares diferentes ao longo dos anos

Enquanto os Blues, principalmente depois da venda para o magnata Roman Abramovich buscou objetivos maiores, como vencer a Premier League e disputar os torneios europeus, enquanto o Fulham muitas vezes buscava manter-se (ou chegar) na Premier League.

Por conta disso, a rivalidade é mais representativa por parte dos cottagers, e tratado muitas vezes como um Davi (Chelsea) vs Golias (Fulham).

Uma prova desta diferença é o retrospecto do confronto: são 42 vitórias do Chelsea, contra apenas 11 vitórias do Fulham e mais 26 empates.

A última vitória do Fulham no Derby foi na temporada 2005/2006, por 1 a 0, com gol do atacante português Luís Boa Morte. E a última vitória do Fulham na casa do Chelsea foi na longínqua temporada 79/80, quando ambos estavam na Second Division.
Boa Morte foi o herói da última vitória sobre os Blues

Porém, mesmo com esse jejum de 
vitórias, o Fulham, assim como tem melhorado seu desempenho na Premier League, também tem feito bons jogos nos clássicos.

Jogos como o empate em Stamford Bridge em dezembro de 2006 que após sair na frente do placar, quando o Fulham tomou a virada e conseguiu o empate a seis minutos do fim da partida.

Outra partida em que o time cottager deu muito trabalho para os Blues foi na temporada passada, pela Copa Liga, em que o Chelsea conseguiu a classificação apenas nos pênaltis depois de um jogo muito disputado.

Ou seja, se o Fulham não tem ganho as partidas, no mínimo é um adversário que atrapalha e incomoda, e para exemplificar isso apresentamos os números: 6 vitórias do Chelsea e 7 empates nos últimos 13 jogos, sendo que nos últimos 5 jogos foram 4 empates e uma derrota cottager.

Mesmo diante deste retrospecto, o Fulham hoje mostra que merece respeito, e mesmo  estando a 5 partidas sem vencer tem condições de ganhar a partida sem que isso seja uma zebra ou um resultado surpreendente.

FULHAM
Último confronto teve empate em Craven Cottage
E para esta partida, o técnico Martin Jol não pode contar com jogadores importantes. Além de Brede Hangeland, ainda suspenso por conta da expulsão contra o Sunderland, Bryan Ruiz e Alex Kacaniklic que se machucaram no mesmo jogo, precisam de mais uma semana para terem condições de ir a campo, segundo Jol. Kieran Richardson, que estava contundido, já está recuperado, porém o manager acha que ele não tem condições para jogar e deve poupá-lo para o jogo do fim de semana.
O meio-campo galês Simon Davies, que teve um longo tempo de recuperação de um problema no quadril, estará de volta aos treinos na semana que vem, e por isso também não deve ser relacionado para o jogo em Stamford Bridge.


Jogo entre Chelsea e Fulham, na Copa da Liga (2011/2012)
Quem volta ao time é Kerim Frei, que retorna de seu empréstimo ao Cardiff City e está à disposição.

Por conta dos desfalques, mais uma vez Martin Jol deve usar o experiente grego Karagounis como winger.

Além dele, Dejagah deve ser o outro winger, com Petric e Berbatov no comando de ataque.


O bulgaro, com sua qualidade e técnica apuradas, é a principal esperança de gols, para o Fulham sair com um bom resultado.

Martin Jol mostrou-se confiante para a partida: “No jogo do campeonato inglês foi um empate no jogo em casa e um empate no jogo fora de casa. Tivemos três jogos (contando o empate na Copa da Liga, em que o Chelsea venceu nos pênaltis na temporada passada) empatados, o que não é ruim, mas não pudemos vencê-los. Espero que possamos ganhar em Stamford Bridge logo e talvez este dia seja na quarta feira”.

CHELSEA

Ùltimo Derby em Stamford Bridge.: também empate
O Chelsea trocou de técnico recentemente, criando uma enorme polêmica pelo mundo ao demitir o técnico Roberto Di Matteo (campeão da UCL alguns meses atrás).

O novo técnico, Rafa Benitez, estreou diante do Manchester City e não teve uma recepção muito calorosa dos torcedores.

Com isso, além dos maus resultados conquistados recentemente, principalmente com a provável eliminação na atual temporada da UCL, o clima parece conturbado em Stamford Bridge.

E como não bastassem esses problemas extra campo, o Chelsea ainda não poderá contar com dois jogadores fundamentais: John Terry e Frank Lampard. Terry contundiu o joelho na partida contra o Liverpool e Lampard com dores na panturrilha estão fora do jogo. Além dos dois, Sturridge também não tem condições ideais para ir a campo nesta quarta. Porém, Benitez poderá contar com a volta do zagueiro Cahill.

CURIOSIDADE

Duff e Sidwell são dois jogadores do elenco atual cottager que já jogaram pelo Chelsea. Duff jogou pelo rival entre 2003 e 2006. Já Sidwell passou a temporada 2007/2008 defendo os Blues.

FIQUE DE OLHO

Os meias Mata, Oscar e Hazard estão entrosados e afinados, e caso os Cottagers vacilem frente ao trio em dia inspirado, poderão pagar um preço bem alto.

PREVISÃO DAS GALINHAS:



PROVÁVEIS ESCALAÇÕES

Chelsea: Cech; Azpilicueta, Ivanovic, David Luiz, A. Cole; Mikel, Ramires, Oscar, Mata; Hazard, Torres

Fulham: Schwarzer; Riether, Hughes, Senderos, Riise; Baird, Sidwell, Karagounis, Dejagah; Berbatov, Petric

O jogo será nesta quarta feira (28) às 17:45 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo da ESPN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário