Preview: Arsenal - Fulham

O Fulham entra em campo neste sábado, às 13h (de Brasília), para enfrentar o Arsenal e protagonizar um dos dérbis de Londres. O jogo será no Emirates Stadium, com transmissão do canal Fox Sports.

Após o suado empate contra o Everton, o Fulham volta a ter um adversário difícil, mas desta vez fora de casa. E justamente o fato de ser fora de casa pode trazer otimismo para os fãs Cottagers: nos últimos três jogos fora de casa, o Fulham não perdeu (dois empates e uma vitória) e Jol também mantém o otimismo: “Nós fomos bem nos nossos jogos fora de casa, então espero que nós possamos fazer algo semelhante”.


E para conseguir este bom resultado, Jol tem seu time praticamente completo, tendo dúvida apenas com relação a Diarra, que voltou a sentir dores no joelho e tem 50% de chances de jogar, além de Simon Davies - que continua fora.

O “reforço” para o time White também foi abordado por Jol: o zagueiro Brade Hangeland. O norueguês de 31 anos vinha sendo assediado por outros clubes, como o Manchester United, por ter seu contrato encerrado no fim desta temporada. Jornais falavam que era praticamente certa a saída do bom zagueiro, mas Jol, em entrevista, declarou que o acerto está bem próximo. “Nós fizemos a ele uma boa oferta que o agradou pela primeira vez em meses, então eu acredito que ele ficou feliz”, disse o técnico. O manager ainda destacou a importância do zagueiro para a equipe: “Espero que ele assine, porque ele nunca se contunde e sempre joga. Ele lidera pelo exemplo, e nós adoraríamos tê-lo pelas próximas temporadas”.

Outro que terá seu contrato chegando ao final na metade de 2013 é o próprio técnico Martin Jol. Mas como o zagueiro, o manager está com conversas bem adiantadas com relação a renovação: “Não o que discutir, porque o Fulham tem opção no meu contrato. Eu estou feliz aqui e estou feliz com o que estou fazendo”.

Já os Gunners, que vêm de um empate no meio de semana depois de estar vencendo por 2 a 0 (contra o Schalke) e de uma derrota para o Manchester pela Premier League no último fim de semana, procuram a reabilitação em seus domínios.

Para isso, Arsene Wenger não pode contar com uma série de jogadores: Gibbs e Diaby com dores na coxa, Gervinho e Fabianski com problemas no tornozelo e Rosicky com contusão no tendão estão confirmados como ausências. Outros que estavam contundidos são Chamberlain e Ramsey, mas estão em fase final de recuperação. Por isso, suas presenças não são dadas como certas, assim como o goleiro Szczesny.

Fique de Olho
Mesmo assim, o Arsenal possui jogadores que podem trazer muito perigo aos comandados de Martin Jol. Santi Carzola tem feito grande temporada de estreia. O jogador fez parte do elenco espanhol que venceu as duas ultimas Eurocopas e tem sido peça fundamental nas vitórias ds Gunners.

Theo Walcott, dado como “eterna promessa” por muitos jornalistas, vem feito boa temporada, sendo um dos principais jogadores com a saída de Van Persie. Prova disso for a grande exibição diante do Reading na virada histórica por 7 a 4.

Retrospecto
Na temporada passada, o Fulham conseguiu um bom desempenho diante do Arsenal, tendo cedido um empate no Emirates Stadium (após sair na frente), e venceu com um gol de Zamora no último minuto em jogo disputado em Craven Cottage.

No confronto porém, o Arsenal possui imensa vantagem: 36 vitórias dos Gunners, contra apenas oito dos Cottagers e nove empates. Outro desafio para o Fulham é vencer na casa do Arsenal, pois nem no Emirates Stadium, nem no antigo Highburry Stadium, os Whites conseguiram vencer (22 derrotas e quatro empates).

Prováveis escalações

Arsenal: Mannone; Sagna, Metersacker, Koscielny, Vermaelen; Arterta, Ramsey, Walcott, Carzola, Podolski e Giroud.

Fulham: Schwarzer; Riise, Hangeland, Hughes, Riether; Baird, Sidwell, Richardson, Duff; Berbatov e Rodallega.

Nenhum comentário:

Postar um comentário