Euro 2012: polêmica, emoção e classificação inglesa

Rooney e Hodgson: Inglaterra terminou como primeira da chave. Foto: Skysports
Foi dramática e com mais uma polêmica de bola que teria passado a linha de gol ou não. Assim foi a classificação da Inglaterra para as quartas-de-final da Eurocopa, ao bater a anfitriã Ucrânia por 1 a 0 e assegurar o primeiro lugar da chave D, graças à derrota da França para a Suécia por 2 a 0. Roy Hodgson, ainda invicto sob o comando do English Team, agora terá pela frente a Itália.



Hodgson teve a volta de um decisivo Wayne Rooney ao time titular, após dois jogos de suspensão. O camisa 10 foi titular no lugar de Andy Carroll e mostrou oportunismo na jogada do único gol da partida. Ele veio aos três minutos da etapa final: Gerrard fez grande jogada pela direita, cruzou, a defesa não cortou e Rooney, de cabeça, empurrou para as redes.


Apostando nos contra-golpes, os ingleses mantiveram uma postura mais defensiva durante quase todo o jogo, diante de 50 mil torcedores em Donetsk. Os ucranianos estiveram perto do gol aos 17 minutos - na verdade, até o fizeram, mas a arbitragem não viu. Devic, impedido - o que a arbitragem também não viu - chutou, a bola desviou em Hart e Terry afastou quando a bola já havia cruzado a linha.


Terry afastou bola que cruzou a linha. Foto: 3News
Foi apenas mais uma das várias tentativas dos donos da casa, que pararam na falta de pontaria e em uma atuação segura de Hart. O ídolo local Andryi Shevchenko, que começou no banco, entrou em campo mas não conseguiu fazer a diferença. No fim, os mandantes acabaram eliminados. Pela segunda Euro consecutiva, os co-anfitriões acabaram saindo já na fase de grupos.


Já a Inglaterra agora mira suas atenções na Itália. O confronto acontecerá domingo, em Kiev. Até agora, Roy Hodgson soma quatro vitórias e um empate pela seleção nacional. No fim de semana, terá o jogo mais importante até aqui em sua trajetória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário