Euro 2012: Inglaterra estreia com empate diante da França


Sob muita desconfiança, a Inglaterra entrou em campo em Donetsk para estrear pela Eurocopa 2012 e buscar o titulo inédito. Além de toda desconfiança no time convocado por Roy Hodgson (e sobre o próprio treinador), as polêmicas pela não convocação dos jogadores Micah Richards e Rio Ferdinand e todos os desfalques de última hora, o English Team encontrou forças para enfrentar a França no Arena Donbass, estádio do Shakhtar.

Sem o zagueiro Gary Cahill, os meias Frank Lampard e Gareth Barry, e o suspenso atacante Wayne Rooney, Roy Hodgson colocou m campo os seguinte time: Hart; G. Johnson, J. Terry, J. Lescott e A. Cole; S. Gerrard, A. Young, S. Parker e Milner; O. Chamberlain e Welbeck.

A França que vinha muito embalada por estar com 21 jogos de invencibilidade, confiava, além do seu conjunto, em jogadores que fizeram grandes temporadas nas diferentes ligas Européias, como Nasri (Inglaterra), Benzema (Espanha) e Ribèry (Alemenha), entre outros bons jogadores ainda que estes não tivessem tanta mídia, como Ben Arfa, Mexès e Lloris. O tecnico francês Laurent Blanc mandou a campo os jogadores: Lloris; Debuchy, Rami, Mexès e Evra; Cabaye, Ribéry, Nasri, Malouda e A. Diarra; Benzema.

Lescott Marca o primeiro gol inglês na competição. Fonte: DailyMail.com
Ambos os times tinham um estilo de jogo bem definidos: a Inglaterra vinha com a defesa bem fechada para não tomar sustos, e apostava no ataque veloz para agredir a França, que por sua vez jogava com um time mais solto e habilidoso, apostando na velocidade e talento do seu ataque.

No começo morno de jogo, a marcação forte do English Team deu certo, e a partida ficou bem sem empolgação, até o chute de Nasri de fora área assustar seu companheiro de Manchester City, o goleiro Hart. A resposta do time inglês veio com uma boa jogada de Milner, que após ser lançado por Young, driblou Lloris mas se atrapalhou com a bola e mandou para fora.

Quando o jogo caminhava para esfriar-se de novo, aos 30 minutos Lescott mostrou que tem estrela e depois de um perfeito cruzamento de Steven Gerrard cabeceou forte para as redes e correu para o abraço. Muita comemoração por parte dos jogadores, da comissão técnica e da torcida que após tanta turbulência sabiam que esse podia ser um recomeço para a Inglaterra. Cinco minutos depois, a França tentava reagir, após duas cabeçadas de Diarra, uma depois de cruzamento de Nasri, e outra no rebote, após passe de Ribèry.
Muita comemoração dos jogadores no primeiro gol. Fonte: DailyMail.com
Mas aos 39 minutos tão teve jeito. Em jogada pela esquerda, a bola chegou em Ribèry, que protegeu e rolou a bola para o forte chute rasteiro de Nasri, que até teve desvio de Hart, mas não evitou que a bola chegasse ao fundo do gol.

Depois dos últimos minutos emocionantes no primeiro tempo, o segundo foi de pouca atividade. Talvez pela já mencionada pressão da Seleção Inglesa e também da França, que por conta das recentes partipações em competições internacionais serem vexatórias, os times estavam com receio de se arriscarem. E o jogo manteve-se com a França tocando bola e tentando infiutrar-se sem sucesso na fechada zaga inglesa, que tentava também alguns contraatques, mas sem sucesso.

Os técnicos tentaram mexer no time colocando Henderson e Defoe nos lugares de Parker e Chamberlain, respectivamente, pelo lado inglês, e  Marvin Martin no lugar de Cabaye e Ben Arfa no lugar de Malouda na seleção frnacesa, mas não tiveram o efeito desejado e o jogo continuou frio e sem maiores emoções.

Hart tentou, mas não conseguiu impedir o empate
Com o empate, a França continua sem perder, agora há 22 jogos. Já a Inglaterra, que segue sem vencer em estreias de Eurocopa (4 empates e 4 derrotas), busca a primeira vitória nesta edição da competição diante da Suécia, na sexta feira (15), às 13 (horário de Brasília).

Nenhum comentário:

Postar um comentário