Repercussões: Fulham 2-1 Wigan


Senderos marcando o gol da virada. Fonte: DailyMail.com

Grande vitória do Fulham nesse sábado. Sábado ensolarado em Londres, mas que dentro de campo começou bem nublado. O Wigan, que vinha de importantes resultados como vitórias diante de Liverpool, Arsenal e Manchester United abriu o placar, porém os Cottagers pressionaram e tomaram conta do jogo e conseguiram a virada de forma dramática.



A imprensa destacou que nos últimos 4 jogos, o Fulham conseguiu 10 pontos, e após estar matematicamente salvo do rebaixamento, os comandados de Martin Jol já tentam chegar o mais alto possível. No momento o Fulham é o nono colocado com 46 pontos, e está muito próximo dos times de Liverpool (Liverpool e Everton) que ocupam 8ª e 7ª colocações, respectivamente.



No jogo, um dos destaques do time white, segundo a imprensa, foi o russo Pavel Pogrebnyak, que voltou ao caminho das redes e balançou o barbante no empate Cottager logo depois de ter tomado o primeiro gol. Além do importante gol, o russo acertou duas bolas na trave: uma delas inclusive sendo discutida quanto a ter entrado ou não, uma vez que a bola bateu no travessão e desceu rapidamente, gerando duvidas se a bola atravessou a linha ou não.

Pogrebnyak no lance mais polemico do jogo. Fonte: FulhamFC.com

Mesmo assim, o atacante russo testemunhou que a bola não havia entrado. "Eu perguntei ao Pavel e ele disse que não passou da linha", disse Martin Jol, que mesmo assim não ficou convencido: "Foi gol. Talvez o que a SKY ou a BBC viram foi diferente mas eu vi pela TV e a bola passou da linha."


Essas duas bolas na trave simbolizaram a busca dos Whites pelo segundo gol, que se tornou uma forte pressão no segundo tempo, sendo dito pela BBC que o jogo foi "completamente dominado pelo time da casa".


Comemoração do primeiro gol. Fonte:FulhamFC.com
Martin Jol concordou com a colocação dos jornais e completou: "Eles não tiveram nenhum escanteio, não tiveram chances e eles marcaram o gol do nada, então seria muito ruim se tivéssemos perdido". Mas Jol reconhece que esse domínio não necessariamente quer dizer vitória: "Isso não poderia acabar diferente, mas isso (ter domínio, criar mais chances) é hipotético e eu estou feliz que no fim nós ganhamos".


Mas o gol veio de forma drámatica aos 44 do segundo tempo. Após assistência de Riise, na marca do pênalti, o zagueiro suíço Senderos cabeceou para virar a partida marcar seu primeiro primeiro gol com a camisa do Fulham.

Senderos corre eufórico após o gol da virada. Fonte:FulhamFC.com
Senderos declarou após a partida: "A assistência foi ótima e eu estava apto para cabecear no lugar certo e na hora certa. Já faz um tempo desde que eu fiz um gol, então estou feliz por voltar à equipe e vencer o jogo, foi perfeito para nós".

O zagueiro também destcou esse fim de temporada que o Fulham terá pela frente: "Nós temos importantes jogos de agora até o fim da temporada. Nós somos um time ambicioso com bons jogadores". E mostou-se muito esperançoso: "Com a qualidade dos jogadores que temos, nós somos capazes de fazer coisas realmente especiais aqui".

E o Fulham busca esse algo a mais já nesse sábado, contra o Everton, em Goodison Park.

Nenhum comentário:

Postar um comentário